“Nossa Senhora junto aos Discípulos em Pentecostes”

“Nossa Senhora junto aos Discípulos em Pentecostes”

A Igreja Universal celebra a solenidade de Pentecostes, um momento em que a figura de Maria é de singular importância, revela nesta entrevista concedida a Zenit o padre Jesús Castellano Cervera, carmelita descalço, especialista em estudos marianos e consultor da Congregação vaticana para a Doutrina da Fé.

O tempo que estamos vivendo é também conclusão do tempo pascal e do mês de maio. Este tempo tem uma especial relevância mariana?
     O tempo compreendido entre a Ascensão e Pentecostes me parece que é um tempo particularmente mariano. O dado sublinhado nos Atos dos Apóstolos (1,14), que recorda a presença de Maria no Cenáculo, há que ser enfatizado. A iconografia antiga, a liturgia bizantina e as antigas notícias de Maria são unânimes ao recordar a Virgem Maria já no episódio da Ascensão do Senhor ao Céu.
     Maria aparece com os discípulos em oração enquanto Jesus sobe ao Céu, e a Mãe se converte assim em testemunha de toda a vida humana de Cristo, desde a vinda do seio do Pai à sua maternidade e desde a ascensão ao seio do Pai com a carne tomada da Mãe.
Você sabe qual é o significado da presença de Maria entre os discípulos no Cenáculo? 
      Penso que Jesus confiou seus discípulos a Maria antes da vinda do Espírito Santo. A Virgem Maria, na realidade, em um tempo de «vazio», quando Jesus já não está e o espírito não descendeu, todavia, parece a pessoa mais apropriada para preencher de alguma forma estas duas presenças em um momento de recordação e de espera.
     De recordação porque Maria é memória vivente de Cristo, de sua vida desde o princípio, de suas palavras. Sua presença materna fala dEle em tudo. E de espera porque a Virgem Maria, qua recebeu o Espírito Santo em plenitude, converte-se em garantia e esperança de cumprimento da promessa de Jesus. Virá o Espírito prometido –parece assegurar Maria– assim como veio sobre mim. Deus é fiel a suas promessas.
É talvez esta presença a raiz do título a Ela reconhecido: Rainha dos Apóstolos?
     Respondo; Creio que é precisamente assim. Padres da Igreja e autores medievais dizem com clareza que Maria no Cenáculo converte-se em Mãe dos Apóstolos com seu testemunho de Cristo.
     João Paulo II fala na Encíclica Redemptoris Mater, no número 26, de tal presença em meio aos discípulos de Jesus como singular testemunho do mistério de Cristo. Seu papel materno neste tempo é evidente.
     Podemos pensar que as palavras de At 1, 14 refletem a obra materna de Maria, que ajuda os discípulos a «perseverar» cada dia na esperança do acontecimento prometido da vinda do Espírito, a estar «de acordo e unidos», a abrir seus corações «na oração» com uma atitude de invocação e de confiada espera. Maria molda maternalmente os apóstolos, faz deles irmãos, prepara a comunidade para acolher o Espírito Santo.
Posto que Maria já havia recebido o Espírito Santo, não era talvez para Ela supérfluo esperar Pentecostes? 
     respondo; Maria, de acordo com as imagens mais antigas de Pentecostes, aparece aos discípulos e recebe o Espírito Santo com toda a Igreja. Sua circunstância, ligada ao mistério do Filho e sua missão, está agora indissoluvelmente unida ao mistério da Igreja.
     Foram parte dela como membro excelentíssimo e como Mãe, como afirma o Concílio Vaticano II. A nova vinda do Espírito sobre Ela a une ainda mais à Igreja, sua comunhão e missão. Não é possível pensar na Igreja sem Maria e em Maria sem a Igreja.
     A centralidade da Mãe de Jesus em meio aos discípulos com a mesma chama do Espírito Santo em uma atitude de acolhida do dom e de ação de graças nos fala do «perfil mariano» da Igreja, onde Ela representa a própria essência da Igreja: pura acolhida e transmissão do dom de Deus. Maria é o dever de ser da Igreja e do cristianismo, baixo a ação do Espírito Santo e em profunda comunhão com todos.
“Maria e Cristo: uma relação Íntima”

A maternidade divina constitui o núcleo da mariologia. Maria é toda relativa a Cristo e, a partir de Cristo, relativa à Igreja. “Maria no mistério de Cristo e da Igreja. Se Ora, Jesus é o centro do Cristianismo, Maria é central, por ser a pessoa que está mais próxima deste centro. Neste centro devemos entender Maria inserida no mistério salvífico, na economia da Salvação. Maria é a pessoa que Cristo mais ‘incluiu’ em sua obra redentora.

(Assim se expressa Santo Arquelau, Bispo de Cascar e Diodoris, a Mani, em 277”.)

“Se, como dizes, Cristo não nasceu, também não sofreu, pois o sofrer é impossível a quem não nasceu. Se Ele sofreu, é necessário fazer desaparecer até o nome da Cruz. Suprimindo-se a Cruz, Jesus não ressuscitou dos mortos. Se Jesus não ressuscitou dos mortos, ninguém ressuscitará. Se ninguém ressuscitará, não haverá julgamento, pois é certo que se eu não ressuscito, não serei julgado. Se não deve haver julgamento, é em vão que se há de observar os mandamentos de Deus; não há como nos obrigar a isso: ‘comamos e bebamos, pois amanhã morreremos’. Todas estas coisas se encadeiam para aquele que nega que Jesus tenha nascido de Maria. Se, ao contrário, confessas o nascimento de Cristo de Maria, a Paixão o segue necessariamente; a Ressurreição à Paixão; o Julgamento à Ressurreição; e todos os preceitos da Escrituras estarão salvos. Não se trata, portanto, de uma questão vã. Ela contém muitas coisas nesta única palavra (Theotokos). Como toda a Lei e os Profetas estão contidos no duplo”. Preceito “, assim também toda nossa esperança está suspensa no parto da bem-aventurada Maria.”

A expressão Virgem- Mãe constitui uma fórmula breve de fé. Virgem – sinal da divindade de Cristo (nascido do ES); Mãe – prova da humanidade de Cristo (no seio da Virgem Maria). Por isso Maria é tida pelos Santos Padres como o “centro da Ortodoxia e a regra da fé verdadeira”. (São Cirílo de Alexandria)

“Maria, Rainha dos apóstolos, intercessora de nossas missões “

A invocação de Nossa Senhora como Rainha dos apóstolos já constava das ladainhas do sec. VII. Foi, porém, o Pe. Tiago Alberione, fundador da família Paulina que escolheu como padroeira da sua obra, Nossa Senhora dos Apóstolos. Em Roma, foi erguido pelo povo italiano, o santuário Regina Apostolorum, em agradecimento por sua proteção durante a Segunda Guerra Mundial.

Nada mais próprio que resgatar esta devoção no mês em que toda a Igreja celebra as Missões. Inicialmente dada aos doze apóstolos, a Missão de levar o Evangelho a toda a criatura deve ser um compromisso de todo o cristão de nossa sociedade. Presença atuante juntos aos discípulos nos primórdios da Igreja, Maria permanece sendo intercessora nossa junto ao Pai e ao Filho e mãe da Igreja, missionária por vocação.

Possamos, pois, nesse mês das Missões, entregar nossas missões pessoais a esta Mãe amorosa, sempre pronta a acolher nossos pedidos e a nos ajudar na caminhada de nossas vidas.

Oração à Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos”

Jesus misericordioso, eu vos agradeço, porque me deste Maria como Mãe.Maria, eu vos agradeço, porque destes à humanidade Jesus, o Mestre Divino, Caminho, Verdade e Vida. Agradeço-vos porque no Calvário nos aceitastes como filhos.Vossa missão está unida à de Jesus, que “veio procurar e salvar o que estava perdido.” Oprimido pelos meus pecados, refugio-me em vós, ó minha Mãe, minha esperança! Assisti-me com misericórdia, como a um filho doente! Quero receber vossos cuidados maternais!  Tudo espero de vós: perdão, conversão, santidade. Entre vossos filhos, coloco-me numa categoria particular: a dos mais necessitados, que custam a entender que onde abundou o pecado sempre poderá transbordar a graça. Estes filhos, porque orgulhosos, vos inspiram cuidado especial. Acolhei-me entre eles. Fazei o grande milagre, transformando um pecador em apóstolo! Será um prodígio e uma glória para o vosso Filho e para vós, minha Mãe! Tudo espero de vosso Coração, ó Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos!  Amém.
Anúncios

Sobre Nastenka

Sou uma mulher feliz! Tenho tudo o que amo perto de mim, minha dança, meus filhos e meus bichos...e alguns amigos verdadeiros! Tenho opinião própria, nunca vou atrás de ninguém. Sou amiga e companheira de todas as horas. Reconheço que tenho um gênio insuportável. Sou ciumenta, o que é meu é so meu rsrsrs Quando quero algo, luto e brigo para conseguir! Não sou acomodada! Não costumo ficar de olhos abertos sonhando. Se eu sonho é com os olhos fechados. Adoro trabalhar e faço o que eu amo fazer! Dançar, fazer cabelo,costurar...deixar a mulher mais bonita! Odeio gente mal amada que vive reclamando da vida e nada faz para melhorar! Odeio gente falsa! Talvez por se sincera, muita gente me detesta...mas nem estou aí para essas pessoas...sou autentica. Estou sempre sorrindo e de bem com a vida, tenho minha fé e Jesus comigo. Eu vivo! eu danço! eu canto! Adoro ler e escrever... Acredito na reencarnação. Acredito em Deus...e que sem Ele nada sou. Amo a vida, meus bichos e meus filhos...por eles sou capaz de tudo. Ainda busco um homem que seja um príncipe e que não vire um sapo, se um dia esse homem aparecer...vou até ele sem sentir nenhuma vergonha, afinal de contas gente...estamos no sc.21, a mulher esta mais corajosa e sem medo de ser feliz ou buscar a sua felicidade e o seu prazer... Sou assim...e muito o mais...o resto é segredo, não tente me descobrir porque nada vai conseguir, na verdade gente...sou um mistério!
Esse post foi publicado em religião e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para “Nossa Senhora junto aos Discípulos em Pentecostes”

  1. nastenka disse:

    obrigado pastor.
    quem sabe eu ainda não faço uma visita essa semana aí!
    tudo o que voce falou é pura verdade!
    o diabo tem sim, varias faces!
    mas fica com a mascara quem é fraco e da vazão a ele…certo?
    se ele encontra uma brecha…ele entra e faz a sua festa jogando
    a intriga, inveja…o ciume e o despeito.
    por isso existe tanta igrejas vazia…o tal “Eu”: Eu fiz,Eu consegui…invade mesmo!!!
    e isso quando não faz voce vomitar baixinho no ouvido dos outros…
    mas na minha vida ele não entra não…não dou trela rsrsrs
    quero mais é viver a minha benção…que Deus me deu! a minha fé!
    beijosssssss

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s