“Nossa Senhora junto aos Discípulos em Pentecostes”

“Nossa Senhora junto aos Discípulos em Pentecostes”

A Igreja Universal celebra a solenidade de Pentecostes, um momento em que a figura de Maria é de singular importância, revela nesta entrevista concedida a Zenit o padre Jesús Castellano Cervera, carmelita descalço, especialista em estudos marianos e consultor da Congregação vaticana para a Doutrina da Fé.

O tempo que estamos vivendo é também conclusão do tempo pascal e do mês de maio. Este tempo tem uma especial relevância mariana?
     O tempo compreendido entre a Ascensão e Pentecostes me parece que é um tempo particularmente mariano. O dado sublinhado nos Atos dos Apóstolos (1,14), que recorda a presença de Maria no Cenáculo, há que ser enfatizado. A iconografia antiga, a liturgia bizantina e as antigas notícias de Maria são unânimes ao recordar a Virgem Maria já no episódio da Ascensão do Senhor ao Céu.
     Maria aparece com os discípulos em oração enquanto Jesus sobe ao Céu, e a Mãe se converte assim em testemunha de toda a vida humana de Cristo, desde a vinda do seio do Pai à sua maternidade e desde a ascensão ao seio do Pai com a carne tomada da Mãe.
Você sabe qual é o significado da presença de Maria entre os discípulos no Cenáculo? 
      Penso que Jesus confiou seus discípulos a Maria antes da vinda do Espírito Santo. A Virgem Maria, na realidade, em um tempo de «vazio», quando Jesus já não está e o espírito não descendeu, todavia, parece a pessoa mais apropriada para preencher de alguma forma estas duas presenças em um momento de recordação e de espera.
     De recordação porque Maria é memória vivente de Cristo, de sua vida desde o princípio, de suas palavras. Sua presença materna fala dEle em tudo. E de espera porque a Virgem Maria, qua recebeu o Espírito Santo em plenitude, converte-se em garantia e esperança de cumprimento da promessa de Jesus. Virá o Espírito prometido –parece assegurar Maria– assim como veio sobre mim. Deus é fiel a suas promessas.
É talvez esta presença a raiz do título a Ela reconhecido: Rainha dos Apóstolos?
     Respondo; Creio que é precisamente assim. Padres da Igreja e autores medievais dizem com clareza que Maria no Cenáculo converte-se em Mãe dos Apóstolos com seu testemunho de Cristo.
     João Paulo II fala na Encíclica Redemptoris Mater, no número 26, de tal presença em meio aos discípulos de Jesus como singular testemunho do mistério de Cristo. Seu papel materno neste tempo é evidente.
     Podemos pensar que as palavras de At 1, 14 refletem a obra materna de Maria, que ajuda os discípulos a «perseverar» cada dia na esperança do acontecimento prometido da vinda do Espírito, a estar «de acordo e unidos», a abrir seus corações «na oração» com uma atitude de invocação e de confiada espera. Maria molda maternalmente os apóstolos, faz deles irmãos, prepara a comunidade para acolher o Espírito Santo.
Posto que Maria já havia recebido o Espírito Santo, não era talvez para Ela supérfluo esperar Pentecostes? 
     respondo; Maria, de acordo com as imagens mais antigas de Pentecostes, aparece aos discípulos e recebe o Espírito Santo com toda a Igreja. Sua circunstância, ligada ao mistério do Filho e sua missão, está agora indissoluvelmente unida ao mistério da Igreja.
     Foram parte dela como membro excelentíssimo e como Mãe, como afirma o Concílio Vaticano II. A nova vinda do Espírito sobre Ela a une ainda mais à Igreja, sua comunhão e missão. Não é possível pensar na Igreja sem Maria e em Maria sem a Igreja.
     A centralidade da Mãe de Jesus em meio aos discípulos com a mesma chama do Espírito Santo em uma atitude de acolhida do dom e de ação de graças nos fala do «perfil mariano» da Igreja, onde Ela representa a própria essência da Igreja: pura acolhida e transmissão do dom de Deus. Maria é o dever de ser da Igreja e do cristianismo, baixo a ação do Espírito Santo e em profunda comunhão com todos.
“Maria e Cristo: uma relação Íntima”

A maternidade divina constitui o núcleo da mariologia. Maria é toda relativa a Cristo e, a partir de Cristo, relativa à Igreja. “Maria no mistério de Cristo e da Igreja. Se Ora, Jesus é o centro do Cristianismo, Maria é central, por ser a pessoa que está mais próxima deste centro. Neste centro devemos entender Maria inserida no mistério salvífico, na economia da Salvação. Maria é a pessoa que Cristo mais ‘incluiu’ em sua obra redentora.

(Assim se expressa Santo Arquelau, Bispo de Cascar e Diodoris, a Mani, em 277”.)

“Se, como dizes, Cristo não nasceu, também não sofreu, pois o sofrer é impossível a quem não nasceu. Se Ele sofreu, é necessário fazer desaparecer até o nome da Cruz. Suprimindo-se a Cruz, Jesus não ressuscitou dos mortos. Se Jesus não ressuscitou dos mortos, ninguém ressuscitará. Se ninguém ressuscitará, não haverá julgamento, pois é certo que se eu não ressuscito, não serei julgado. Se não deve haver julgamento, é em vão que se há de observar os mandamentos de Deus; não há como nos obrigar a isso: ‘comamos e bebamos, pois amanhã morreremos’. Todas estas coisas se encadeiam para aquele que nega que Jesus tenha nascido de Maria. Se, ao contrário, confessas o nascimento de Cristo de Maria, a Paixão o segue necessariamente; a Ressurreição à Paixão; o Julgamento à Ressurreição; e todos os preceitos da Escrituras estarão salvos. Não se trata, portanto, de uma questão vã. Ela contém muitas coisas nesta única palavra (Theotokos). Como toda a Lei e os Profetas estão contidos no duplo”. Preceito “, assim também toda nossa esperança está suspensa no parto da bem-aventurada Maria.”

A expressão Virgem- Mãe constitui uma fórmula breve de fé. Virgem – sinal da divindade de Cristo (nascido do ES); Mãe – prova da humanidade de Cristo (no seio da Virgem Maria). Por isso Maria é tida pelos Santos Padres como o “centro da Ortodoxia e a regra da fé verdadeira”. (São Cirílo de Alexandria)

“Maria, Rainha dos apóstolos, intercessora de nossas missões “

A invocação de Nossa Senhora como Rainha dos apóstolos já constava das ladainhas do sec. VII. Foi, porém, o Pe. Tiago Alberione, fundador da família Paulina que escolheu como padroeira da sua obra, Nossa Senhora dos Apóstolos. Em Roma, foi erguido pelo povo italiano, o santuário Regina Apostolorum, em agradecimento por sua proteção durante a Segunda Guerra Mundial.

Nada mais próprio que resgatar esta devoção no mês em que toda a Igreja celebra as Missões. Inicialmente dada aos doze apóstolos, a Missão de levar o Evangelho a toda a criatura deve ser um compromisso de todo o cristão de nossa sociedade. Presença atuante juntos aos discípulos nos primórdios da Igreja, Maria permanece sendo intercessora nossa junto ao Pai e ao Filho e mãe da Igreja, missionária por vocação.

Possamos, pois, nesse mês das Missões, entregar nossas missões pessoais a esta Mãe amorosa, sempre pronta a acolher nossos pedidos e a nos ajudar na caminhada de nossas vidas.

Oração à Nossa Senhora Rainha dos Apóstolos”

Jesus misericordioso, eu vos agradeço, porque me deste Maria como Mãe.Maria, eu vos agradeço, porque destes à humanidade Jesus, o Mestre Divino, Caminho, Verdade e Vida. Agradeço-vos porque no Calvário nos aceitastes como filhos.Vossa missão está unida à de Jesus, que “veio procurar e salvar o que estava perdido.” Oprimido pelos meus pecados, refugio-me em vós, ó minha Mãe, minha esperança! Assisti-me com misericórdia, como a um filho doente! Quero receber vossos cuidados maternais!  Tudo espero de vós: perdão, conversão, santidade. Entre vossos filhos, coloco-me numa categoria particular: a dos mais necessitados, que custam a entender que onde abundou o pecado sempre poderá transbordar a graça. Estes filhos, porque orgulhosos, vos inspiram cuidado especial. Acolhei-me entre eles. Fazei o grande milagre, transformando um pecador em apóstolo! Será um prodígio e uma glória para o vosso Filho e para vós, minha Mãe! Tudo espero de vosso Coração, ó Mãe, Mestra e Rainha dos Apóstolos!  Amém.
Publicado em religião | Marcado com , , , , | 1 Comentário

NASTENKA NA CAMPANHA CONTRA O CÂNCER DE MAMA!

<table border=”0″ align=”center”><tr><td>http://www.cryd.com.br/relogios-feitos-em-flash/swf/11-09/214.swf</td></tr></table>

214 – Câncer de mama no alvo da moda

 “GRAÇAS A DEUS EU NÃO ESTOU SOZINHA NESSA LUTA, ELAS ESTÃO COMIGO NESSA! SOMOS MAIS DO QUE HEROÍNAS…!”

“NÃO TENHA VERGONHA E NEM MEDO!”

CAMPANHA CONTRA O CANCER DE MAMA

“NÃO DE AS COSTAS, NÃO SEJA COVARDE! VIRE-SE, E SE TOQUE…E SE CUIDA!”

PRIMEIRO SE OLHE NO ESPELHO…RESPIRE FUNDO, SE ENCHA DE CORAGEM, ENCARE A VERDADE E SE TOQUE…

DEPOIS…NÃO ESCUTE MAIS NINGUÉM…A NÃO SER O SEU MÉDICO. CASO NÃO TENHA UM MÉDICO CERTO,VÁ A UM POSTO DE SAÚDE MAIS PRÓXIMO E EXIJA UM…

É UM DIREITO SEU!

“LEIA COM ATENÇÃO TUDO ABAIXO!”

“UMA PEQUENA HOMENAGEM AOS MÉDICOS, ASSISTENTES SOCIAIS E ENFERMEIROS QUE ME SOCORRERAM E FORAM PARA MIM NÃO SOMENTE PROFISSIONAIS NA MEDICINA MAS TAMBÉM ANJOS DA GUARDA, UNS FOFOS!”

“VOU COMEÇAR PELO PRIMEIRO QUEM ME EXAMINOU…E DEU O DIAGNÓSTICO DA DOENÇA:”

MÉDICO MASTOLOGISTA DO HOSPITAL SAÚDE DA MULHER: (EM SÃO GONÇALO NO HOSPITAL LUIZ PALMIER-PRAÇA ZÉ GAROTO)

DOUTOR ANTONIO  ACCETTA NETO: que preocupado comigo, mandou sua assistente Monique correr atras de mim até o ponto de onibus…para me encaixar no dia seguinte para uma biópsia.

Obrigado doutor ANTÔNIO ACCETTA... SEM VOCÊ ALI NÃO SEI O QUE OU COMO FARIA…TUDO FICOU MAIS FÁCIL EM MINHA VIDA.

“MINHA HISTORIA E A DESCOBERTA”

“me sentia sozinha numa luta solitária,não queria dizer nada a ninguém…até ter a certeza, isso durou uns 2 anos, já que eu comecei a correr em 2010, se eu tivesse um plano de saúde muito bom, sei que não demoraria tanto a ter a certeza de uma desconfiança de quase 6 anos, tudo é ruim no sus, exames que levaram uns 3 meses…esses por incrível que pareça dava alívio. Alguns demoravam tanto como o de sangue que não valia mais, tinha que refazer como eletrocardiograma, ai vinha um outro que levava uns 3 meses para marcar e mais 3 meses para pegar resultado!!! É gente!!! Infelizmente assim é a verdade.”

A gente nunca acha que um dia isso vai nos acontecer, principalmente porque essa doença para mim tinha sinal de ser hereditária, afinal na minha família não existia caso de câncer,(a não ser minha madrasta a quem eu chamo de mãe), amamentei meus 2 filhos por longo período, ainda menstruo, vida sexual ativa, fumo sim mas não sou de beber. Faço exercícios físicos pois afinal sou prof. de dança na modalidade jazz e dançarina do ventre. Fazia o preventivo todo ano.

Tinha passado por uns 2 médicos do sus entre 2006 e 2008, fazia o preventivo todo ano e dizia ao tal médico…estou com um carocinho aqui meio estranho, ele então me perguntava: dói? e eu respondia: não, foi um porradão que levei faz  uns 30 dias e desde então me doia no período menstrual e as vezes crescia, o médico dizia sempre que não era nada de mais, que eram glândulas, e que eu tinha displasia mamária. Foi então que eu fui tomando um vidro de vitamina E o qual ele tinha me passado, e sempre dizia para mim quando eu voltava meses depois: voce é muito agitada, nervosa…teimosa isso aí não é nada, esta se preocupando a toa!

E assim convivi com esse  tal “caroço, nódulo ou glândula...” por um período de 6 anos!!!  lembro-me bem, que quando meu filho mais velho completou 18 anos(hoje ele tem 21) aconteceu que eu mandei celebrar um culto de ação de graça na igreja dele (ele é evangélico) e tinha conversado com a esposa do pastor Claudio e na época eu já andava muito nervosa e preocupada com o tal nódulo, tinha feito uma mamografia e nela não tinha aparecido nada ao certo, tudo me irritava e com isso eu perdia a paciência a toa, até no trabalho, eu fazia segredo disso pois eu não queria alertar as pessoas, já que o médico me dizia não ser preocupante. Se eu não tivesse tomado a atitude de ouvir uma segunda e terceira opinião…talvez ficaria ainda ouvindo a cada ano que passava um nome diferente para um “tumor maligno” chamado de carcinoma, que é o nome cientifico do câncer me comendo toda por dentro em silencio!!!

Quando fui encaminhada para o hospital luiz palmier(hospital saude da mulher) com toda a certeza eu sei que foi Deus quem me cutucou para buscar um novo médico e acreditar que tudo daria certo. Chegando ao Hospital Saude da mulher, sei que foi exatamente Deus quem me botou o doutor Antonio Acetta primeiro, ali…naquele dia e naquele momento exato, em que eu estava desesperada atras de um mastologista! Eu sabia que aquelas alfinetadas no seio vez ou outra não eram normais, tinha percebido um nódulo estranho que crescia e começava a deformar um pouquinho meu seio direito, as vezes sumia e no período menstrual ficava imensa.

Eu precisava e pedia a Deus um tratamento decente! Em 5 de janeiro de 2012 fui logo ao posto de saúde perto de minha casa e falei com a enfermeira sobre o tal caroço no seio, ela viu e me ouviu com toda atenção, me encaixou logo para dali a 2 dias, o médico clínico então me examinou e logo me passou um exame de ultrasom e  mamografia. Tudo foi encaminhado para dali a uma semana, como a momografia iria demorar mais de 30 dias…fiz tudo particular, tudo para mim naquele momento tinha que ser rápido!!!  8 dias depois os exames estavam prontos, o médico(clinico) olhou e examinou pela cara dele foi preocupante…me encaminhou para um mastologista!!! No dia seguinte com os exames nas mãos e o encaminhamento…fui ao Hospital Saude da Mulher.

Lá estava ele chegando, com seus passos firmes e seu olhar meio rabo de olho(tímido), passou por mim e foi até a recepcionista e fez um sinal…ela então se levantou  de sua mesa na recepção e foi até a sala dele com as fichas. Seu nome? claro que era ele…DOUTOR ANTONIO  ACCETTA NETO, foi ele quem me fez acreditar que o tratamento era tudo de bom e sem sofrimento, já que eu tinha que agir rápido. Mas mesmo vendo o doutor Antonio chegar com seu olhar calmo e voz suave e firme, levei uns 2 meses para ser consultada por ele. È muita gente na frente, e além do mais mesmo em oração constante o nosso tempo não é o tempo de Deus, tudo tem sua hora e seu momento. Paciência e fé, é tudo nesse momento, não adianta se descabelar. Assim que consegui entrar no seu consultório, ele me examinou, e examinou várias vezes a ultra e a momografia e passou para fazer o mais rápido possível uma biópsia. Quando saiu o resultado da biópsia, eu ja sabia do que se tratava. Era como se Deus me preparasse a dias…

Para mim não foi tão desesperador, eu fiquei calma com a noticia do diagnóstico feito pelo doutor Antonio Acetta, eu já desconfiava do resultado e me preparei muito antes…e durante todo o percurso dos exames. O mais difícil foi a busca pelo mastologista,(mas consegui porque confiei em Deus) foi difícil buscar, achar e esperar ser atendida…(mas consegui porque me esforcei para isso e Deus me amparou)

Meu Deus como eu me desesperei em algumas horas e ate tive vontade de desistir na busca de um médico certo, até achar o doutor Antonio Acetta! Dormi muito na fila, e em meio a essas dormidas em fila…por incrível que pareça fiz muitas amizades…no Hospital Saude da Mulher, levava colchonetes, café, lanche…até uma TV foi colocada na caçada em uma das noites dormidas na fila.(por algum marido)…o pior pedaço que passei foi  aqui mesmo em minha cidade onde hoje é chamado de “Hospital Saúde Da mulher”, rsrsrs.

Numa dessa noites lá no Hospital Luiz Palmier eu cochilando na fila toda enrolada no edredom, mes de maio…muito mas muito frio…eu me imaginava na formatura de meus filhos e vendo eles lindos e orgulhosos recebendo um diploma na faculdade…aí que eu ia mesmo em frente e dizia para mim mesma: eu não vou desistir não, vou conseguir sim…preciso conseguir…nem que eu tenha que ficar aqui durante uma semana! um frio horrível mas eu não estava sozinha não, haviam ali juntas comigo outras mulheres e maridos…todas com os mesmos problemas. Ficávamos lá para no dia seguinte ser atendida! umas 3 vezes passei minha vez para algumas mulheres com casos muito mais graves(uma delas eu mesma vi, a mama toda escura com vazamento de secreção…era uma mulher de uns 35 anos e amamentava) ela chegou depois de mim, por volta de 3 horas da madrugada, e iam dar apenas 10 números, eu era o número 10 . Ja pensou se eu fizesse espera de meses para fazer uma mamografia?  (ainda bem que eu paguei a minha…mas e para quem não pode pagar?) ja bastava a agonia da espera longa de um numero para o mastologista e fazer um exame…chorava lágrimas de desespero quando não conseguia  uma vaga, quando chegava a minha vez na recepção e a menina gritava bem alto: “não tem mais numero para hoje, voltem semana que vem.”  mas eu não desistia e voltava na outra semana…lutei sim para conseguir um bom médico(que foi o doutor Antonio Acetta que me encaminhou para o INCA) e Deus viu meu esforço e logo depois de doutor Antonio me encaminhar ao INCA...tudo foi fácil! Aqui hoje estou contando tudo isso para voces. Mulheres não desistem não. Antes de chegar ao INCA, foi uma longa e sofrida jornada de 2 anos e 3 meses…Hoje tenho o melhor tratamento do Brasil…o INCA.

“NAO DESISTA, SEJA POSITIVA DIANTE DO NEGATIVO”

Eu ouvi muita babaquice de familiares, de pessoas estranhas, de alguns amigos tipo: “eu jamais fico em fila…credo! eu hein?! por isso não procuro serviço público…prefiro pagar!”, mas mesmo pagando um mastologista…pagando cirurgia…como fica o tratamento? nem todo plano de saúde cobre tudo! nem todo mundo pode fazer isso, por isso é importante ficar em filas, pegar números ou até mesmo dormir ao relento pela sua vida! Ouvir conselhos de um bom médico, é importante sim…tente nos endereços abaixo se voce conseguir o encaminhamento, o importante é conseguir uma vaga o mais rápido possível ao tratamento, pois o cãncer é silencioso.

É ruim ter que ouvir: “nossa! esse seu cabelo vai cair todinho, vai ficar careca!!!” “Corta logo esse cabelo!”, Deus me perdoe mas ate parecia praga, olho grande…inveja! perderia tres itens importantes na minha profissão: meu seio, meu cabelo e o meu braço direito, sou professora de dança do ventre!!! de jazz dance!!! cabeleireira!!! como poderia me sacudir…pular…movimentar meu braço direito??? trabalhar em salão de beleza usando meu braço direito, essa gente maldosa e debochada ria entre os dentes… e diziam:”ela esta chamando atenção!” ou  “e so um carocinho!!! “celinha esta sempre com dor de cabeça! (quando não estava a fim de falar com alguém)”, “nem vejo celinha se tratando em médicos..” ou  “duvido que celinha madruga em filas”.(como se eu tivesse que dar satisfações de minha vida diária e íntima)mal sabiam o que passava na minha cabeça, nunca ninguém me perguntou porque eu andava calada e mal humorada, ou até mesmo quando eu me isolava de todos, ou o porque que eu andava tanto em médicos, nem queriam saber o que eu sentia e quando descobriram que eu estava com um “tal caroço”…até duvidavam de mim (o que era pior) sofri calada! Até hoje eu ainda escuto de certas pessoas: você mudou muito desde que descobriu essa doença, esta mal humorada, ignorante, me trata mal, fica calada, nunca sorri e nem se diverte, vive na igreja…GENTE! acontece que minha vida mudou!  As pessoas tem que entender que estar com câncer é uma coisa delicada, é muito fácil quem esta de fora julgar e falar, somente quem passa pela doença é quem sabe. Principalmente para quem fez 2 cirurgias em 30 dias como eu. Primeira cirurgia retirei a minha mama inteira… e na segunda cirurgia as minhas glândulas das axilas, “as sentinelas”( o esvaziamento). Não tenho mais meus cabelos de 80 cm…não trabalho mais com dança, não trabalho mais em salão de beleza…nunca mais poderei mexer com produtos químicos, (por não poder me queimar com as químicas, terei que me proteger com luvas)se for a praia, terei que me cuidar pois não poderei mais me bronzear…(para não me queimar com os raios do sol)nunca mais poderei fazer minhas unhas, pegar peso com o braço direito nem pensar, no fogão…principalmente.Terei que cuidar por toda minha vida muito bem de meu braço direito, usarei luvas de proteção ou um repelente, pois ele nunca mais poderá ser machucado ou mordido de mosquitos, caso contrário ele poderá a vir inchar e se isso vier acontecer o inchaço permanece por longo tempo, aí poderei ficar internada tomando antibióticos. Fiquei sem imunidade. E essa gente que nada sabe ou não esta a fim de saber…ainda quer me ver sorrindo,  quem não tem paciência deve ficar bem longe de mim no momento. Eu não pedi nada disso, apenas fico na fé pedindo a Deus para que eu continue na força da fé.

HOJE MUITAS DESSAS PESSOAS QUE NÃO ACREDITARAM EM MIM, JOGAVAM PIADINHAS, ME CHAMAVAM DE RELAXADA POR NÃO SABER QUE EU JÁ BUSCAVA UM MÉDICO…DE LENTA SEM SABER QUE INFELIZMENTE O SISTEMA PÚBLICO DE SAÚDE É LENTO, POR NÃO SABER DE NADA O QUE ME ACONTECIA.

SEMPRE FUI CUIDADOSA COM A MINHA SAÚDE, SEMPRE FIZ PREVENTIVOS.

MAS NO MOMENTO EM QUE A MINHA MADRASTA APARECEU COM UM CÂNCER NA MAMA, SE TRATANDO COM UM GINECOLOGISTA A TANTOS ANOS…RESOLVI ENTÃO BUSCAR OUTRAS OPINIÕES. MUITAS DAS VEZES EU TENTAVA ATÉ FALAR DA MINHA DÚVIDA SOBRE ESSE TAL CAROÇO, PARA TER UM APOIO MORAL, A QUEM CORRER…EU DESISTIA, NUMA SITUAÇÃO DESSAS, SER CRITICADA PELA DEMORA DOS EXAMES…É O PIOR QUE VOCÊ PODE ESCUTAR…COMO FAZER SEM DINHEIRO PARA TANTOS EXAMES?! PORQUE NA ÉPOCA ESSAS MESMAS PESSOAS NÃO SE OFERECERAM PARA PAGAR? O ÚNICO MODO ERA FICAVA SOZINHA EM MEU SOFRIMENTO E ANGÚSTIA. QUANDO EU TOCAVA NO ASSUNTO COMO: EU ESTOU COM UM CAROÇO AQUI…NEM TERMINAVA DE FALAR JÁ DISFARÇAVAM OU ENTÃO PIGARREAVAM COMO UM DESDÉM…ALGUMAS ATÉ VINHAM COM PEDRADAS, TIPO: NOSSA! EU TAMBÉM TIVE UM E NÃO FOI NADA! OU ENTÃO: FAZ UM PLANO DE SAÚDE PRA VOCE! OUTRAS NEM ME OUVIA…ME FECHANDO AS PORTAS! FAZEM MUITA QUESTÃO DISSO, DE ME FECHAR AS PORTAS! HOJE MUITAS DESSAS PESSOAS ESTÃO SE APROXIMANDO…E EU A CADA DIA ME AFASTANDO…MUITAS QUERO LONGE DE MIM…OUTRAS POR EDUCAÇÃO…ATÉ RECEBO EM MINHA CASA. QUE DEUS PERDOE A CADA UMA DELAS PELO O QUE ME FIZERAM NO PASSADO, E TAMBÉM ME PERDOE…POR NÃO SABER ESQUECER.

“OCUPAR A CABEÇA, A FÉ QUE AJUDA EM TUDO! USAR O POSITIVO”

Foram quase 15 meses numa dúvida e numa busca incontida, jogava meus joelhos no chão na igreja e chorava…orava e pedia muito a Deus que me desse força e fé! muitas vezes o frei marcos(da paróquia) ficava comigo até tarde na net me dando forças, ele foi muito importante durante esse processo, a religião ajuda e muito, se não fosse a minha fé, a minha igreja…nem sei! no primeiro dia ao inca, frei marcos me acompanhou! O pior era ter que ouvir dessa gente horrível as comparações indevidas, viviam me comparando com alguém que tinha cancer…ou de quem ja tinha se curado, ou de quem não conseguiu sobreviver a doença. Como eu estava muito nervosa me dava uma vontade imensa de mandar muita gente pro inferno…ou até mesmo para um certo lugar!!! alem de não me ajudarem so atrapalhavam…fiquei sem me alimentar…sem dormir…sem nenhum prazer em nada…vontade de largar tudo e desaparecer…de não sair mais de casa e somente trabalhar dia apos dia…resolvi ocupar o tempo vago para não pensar em desistir, fazia cabelo nos finais de semana, dava aulas 3 vezes na semana no período de 6 horas, costurava a noite, dava aulas na igreja aos sábados…limpava a igreja nas horas vagas…tudo para ver o tempo passar mais rápido..até o resultado sair!!! A agonia é grande!!! era horrível ouvir a  falta de sabedoria de uns, ignorância de outros…de amigos que nada entendiam…gente que não me dava segurança alguma em nada! nem na amizade e nem na palavra sincera! a unica coisa que eu realmente queria era buscar a opinião de um médico…era a certeza que somente eles poderiam me dar e o Inca me deu! Os médicos me deram também segurança, amizade, paciência!

Por isso faço aqui a minha pequena homenagem...aqueles que realmente merecem e ainda merecem,  como também aos outros profissionais da medicina, que são muitos…principalmente o que para mim foi o principal que são os assistentes sociais e suas palestras que nos dão a total confiança de continuar o tão dificil tratamento, e que aqui são representados por colegas da área médica...e aqueles que com toda a paciencia participa e sente de perto o que passo…e comemora comigo as vitorias que são muitas… e juntas chora comigo quando sinto ser derrotada pela medo e nem sei de onde encontro forças para lutar contra esse medo…! como minha irma neinha (ela quem me leva ao INCA e que cuida e sofre ao meu lado calada aturando o meu mau humor), frei Marcos, frei Alex que oram sempre por mim nas missas, minha sobrinha dany(quem não me deixa faltar nada, e compartilha de tudo ao meu lado), meu amigo e compadre mauro (larga tudo na madrugada e me leva de carro ao inca), meus filhos pablo e lucas…que estão a cada dia mais malcriados e mau humorados, pois preferem não acreditar que eu tenho um câncer e que vou me tratar pelo resto de minha vida(revezam nas noites mal dormidas para me ajudarem durante a noite e mesmo assim meu filho Lucas passou de ano), minha irma nadia, minha sogra(a quem eu chamo de mãe) minha amiga ana que me acompanha e que ficou ao meu lado desde o inicio(cuidou de mim com a fé e palavras amigas de conforto e carinho, antes, durante e depois da doença), minha mãe que já passou por isso e reza por mim, as amigas lídia (que me acompanhou na primeira biópsia e nos suprimentos financeiros) e fátima(sempre presente nas orações e num gostoso colinho), e minha alunas que oram por mim  (e que esperam com paciência a minha recuperação) obrigado gente! que Deus esteja sempre com voces…iluminando o seus passos!

ELAS CONSEGUIRAM! E EU TAMBÉM VOU!

Quando cheguei ao Inca dia 12 de outubro de 2011 com um encaminhamento nas mãos, passando por uma triagem e uma carinha triste, medo…insegurança do que eu teria que aguentar levando alguns exames ate mesmo exames antigos( que foi tudo jogado fora) e minha vida começou ali…com uma bateria de novos exames 2 dias depois! foi tudo muito rápido e com muitos médicos até o dia 11 de dezembro, onde fui operada e muito bem tratada, passei bem, foi uma operação tranquila e sem dor…

No dia 26 de janeiro de 2012 voltei a ser operada, para retirada das células sentinelas das axilas do braço direito…e passei bem, foi tudo muito tranquilo. Deus nos da confiança, agradeço muito a Deus pelas lutas e pelas Vitórias!

Hoje confesso que doeu muito ter que cortar os meus lindos cabelos ruivos! Doeu muito mais do que perder um de meus seios! Os seios eu reponho em um dia…mas meus cabelos de 80 cm…somente daqui uns 5 ou 10 anos terei meu cabelo de volta! Hoje ele esta curtinho, já me acostumei gente, como diz minha mãe…mas e daí? cabelo cresce! (essa na foto abaixo gente….SOU EUZINHA)

O seio? muita gente me pergunta pelo seio ou pelo cabelo…acho que a maioria das pessoas nem estão aí para o tratamento, ou como me sinto, estão mais preocupadas com a estética.

Quanto ao seio, farei uma reconstrução daqui uns meses…a vida é mais importante, a saúde é tudo! O tumor foi totalmente retirado de mim. O importante para mim é o que penso e o que sinto. Para falar a verdade nem to aí para seio ou para cabelo, já superei isso. Com saúde você consegue a fé, amor, alto estima, trabalho e felicidade, e quem sabe…muito o mais!

HOJE É DIA 28/02/2012, MEU ANIVERSÁRIO DE 50 ANOS…MINHA IGREJA, MINHA FÉ!

Apenas espero pela quimioterapia…e bons resultados! depois eu volto aqui para terminar meu blog! E contar como estou…

…………………………………….

NASTENKA NO INCA

————————-

Eu com as meninas lindas da quimioterapia…anjos!

NASTENKA COM AS ENFERMEIRAS DO INCA

 

Eu (Nastenka) na radioterapia

GENTE…HOJE É DIA 25/05/2012, E ESTOU NA TERCEIRA QUIMIOTERAPIA…CAREQUINHA!

A GALERA DO INCA…MINHA SEGUNDA CASA NO MOMENTO

POIS SAIO DE CASA AS 5:30 DA MANHA E SÓ VOLTO LÁ PELAS 20 HRS…É MOLE?!

ABAIXO OS MELHORES MÉDICOS DE INCA…MINHA HOMENAGEM A CADA UM QUE ME ATENDEU E AINDA TRATA DE MIM…COM ATENÇÃO, PACIÊNCIA, CARINHO E CUIDADOS!!

MÉDICO-TOCOGINECOLOGISTA DIEGO TRABULSI LIMA(inca):   foi o primeiro a me examinar no inca…me olhando bem dentro dos meus olhos junto com uma estudante bem curiosa e interessada a aprender, foi muito atencioso, sincero e totalmente amigo. senti nele uma ser humano abraçado ao médico…coisa de dom…presença de Deus na profissão. Me senti segura nas mãos dele. considerado pelas outras pacientes uns dos melhores do inca.

MASTOLOGISTA FABIANA TONELLOTO(inca): , sincera, por mais que ela pusesse a profissão na frente, seus olhos eram de uma mulher preocupada…foi muito fofa comigo! mesmo dizendo para mim que eu teria que retirar toda a mama direita…me perguntou se eu queria fazer a reconstução no dia da operação, retirando da minha barriga ou dos quadris onde tenho mais carne(da minha bunda não…pois eu nem tenho muita bunda…se eu tirar fico sem nada!!!) eu respondi que não, prefiro esperar o final do tratamento…ela me deu razão quando optei pela reconstrução mais tarde e sem pressa, vou seguir o seu conselho e fazer a coisa certa… depois do tratamento, depois de ficar totalmente curada, sem o câncer no meu organismo… fico com meus seios novos e uma barriguinha nova!

Aceitei porque confiei nela. Ela estudou e ainda vai estudar a vida inteira…para poder nos ajudar.Não deixarei a vaidade falar mais do que a minha razão!

DOUTORA CIRURGIA ONCOLÓGICA MARCY JUNQUEIRA(inca): me operou e me deu alta, operei na segunda e tive alta na terça, correu tduo bem…tanto que estou aqui homenageando. que Deus abençoe esse grupo muito fofo como profissionais, estudantes, residentes na medicina oncológica.

DOUTOR THIAGO DA SILVA COSTA  (INCA): Foi muito calado durante a primeira e última última consulta, me tratando com muita atenção…antes de me mandar sair (ser dispensada), agradeci e dei um beijinho nele, que me deu um lindo sorriso! táo novinho e tão competente! me receitou a quimioterapia e me mandou ir até a sala de químio marcar para o mais rápido possível, mas ao chegar na sala de marcação ja tinha sido encerrado o expediente, fui para casa tranquila pois a moça da recepção disse para ligar de manha…no dia seguinte o INCA me liga, avisando que o doutor Thiago tinha marcado para mim. tal foi a sua preocupação comigo…um amorzinho…um fofo! que Deus ilumine os seus passos na medicina e faça dele um grande médico, um humano dentro dessa área tão dificil.

ENFERMEIRO FELIPE BORDALLO(inca): minha nossa! muito fofo, explica muito bem e com muita paciência como devemos agir em casa com o dreno, me fez o primemeiro curativo e me…conversamos e foi muito amigo, nunca vou me esquecer do que ele me falou: daqui uns meses…voce vai voltar a dançar e ser a top model das propagandas do inca…rsrsrs, lindo e muitos beijos pra voce felipe! nós pacientes queremos e precisamos muito de gente que faz! assim como voce!

TÉCNICA EM ENFERMAGEM (inca): NATHALIA ALCANTARA,  muito fofa ela, alegre e fazia com que a gente não tivesse nenhum medo…ajudava e nos orientava, brigava quando necessário porque eu fazia muitas artes…ela pos um apelido em mim, RAPONZEL…pelas minhas tranças…beijos linda e continue assim!

ENFERMEIRA ANNE KARIN M.MOTA(inca): parabens por existir…cuidou de mim na recuperação…no leito! me dava os remédios de hora em hora e sempre muito preocupada pela dor que eu sentia…com ela sentia pouca dor. Linda!

SE TOQUE!
NÃO TENHA MEDO SE VOCÊ ACHAR ALGO ESTRANHO NA SUA MAMA…
PROCURE UM MÉDICO E PEÇA UMA ULTRASSONOGRAFIA E UMA MAMOGRAFIA,
NÂO ACREDITE EM “NODULOS, CAROÇOS…CISTOS…”PEÇA SIM UMA ULTRASOM…É UM DIREITO SEU!
TUDO É GRATUÍTO…E DEPOIS DE VOCÊ ESTAR NO TRATAMENTO, VOCE TEM DIREITOS COMO AO VALE SOCIAL E VALE TRANSPORTE PARA VOCÊ E O SEU ACOMPANHANTE.(CASO VOCES MOREM LONGE)
ALÉM DE TODA A MEDICAÇÃO, ATÉ O FIM DE SEU TRATAMENTO.
BUSQUE OS SEUS DIREITOS! A VIDA É SUA!
A MAMA É SUA, O CORPO É SEU! DEUS NÃO CRIOU VOCÊ COM ESSA DOENÇA, NÃO DESISTA! A BELEZA ESTA NA SUA FÉ E NO SEU “SIM”!

VOCÊ TAMBÉM TEM O DIREITO DA RECONSTRUÇÃO (UMA PLÁSTICA OU PRÓTESE DE SILICONE) ATÉ MESMO NO DIA DA SUA CIRURGIA VOCE PODE TER UM NOVO SEIO, (será uma mulher turbinada)! OU DEPENDENDO DO SEU CASO DEPOIS DE 2 ANOS VOCÊ VAI TER O TEU SEIO RECONSTRUÍDO E LINDO! ATÉ MENOS MENINA! VAI DEPENDER DO SEU CASO, POIS CADA CASO É UM CASO…CONFORME O SEU TRATAMENTO.

CONFIE…VÁ EM FRENTE SEM MEDO DE SER FELIZ, BUSCAR AJUDA NUM POSTO DE SAÚDE MAIS PRÓXIMO DE SUA CASA. COM SAÚDE TUDO VALE A PENA!
A VIDA É SUA!
O CÂNCER DE MAMA DETECTADO AINDA NO INÍCIO…TEM CURA!
SEJA FELIZ E ABRACE ESSA CAUSA COMIGO…COPIE, SALVE E COLE NO SEU BLOG! REPASSE PARA OUTRAS MULHERES!

O câncer de mama é uma das enfermidades que mais afetam o psicológico da mulher. Ser vítima deste tipo de doença significa sofrer mudanças na estética e na percepção da sexualidade.

Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), estima-se que o número de casos de câncer de mama no Brasil em 2008 esteja em cerca de 49.400. Entre mil mulheres, 51 correm o risco de passar por esse problema.

 “Esta doença é causada por múltiplos fatores, como hereditariedade, dietas desorientadas, oxidação de hormônios, sedentarismo, obesidade e ausência de amamentação”, explica Marcelo Alvarenga Calil, diretor clínico do IBCC (Instituto Brasileiro de Controle do Câncer).

Sabendo das principais causas deste mal, prevenir fica mais fácil. Dietas pobres em gordura animal, prática de atividades físicas, não aderência a alguns vícios, entre eles, o fumo, e ter acompanhamento médico freqüentemente colaboram para a prevenção. Como a incidência da doença é rara antes dos 40 anos, é indicado que depois desta idade se faça a mamografia com freqüência, segundo orientação médica.

“O tratamento que visa a cura é o cirúrgico, mas também há radioterapia e quimioterapia, que apresentam bons resultados. É importante lembrar que quanto mais precoce for feito o diagnóstico, melhor a chance de cura. O auto-exame também é uma boa arma para as mulheres. Um nódulo com dois centímetros pode ser palpado facilmente”, explica o especialista.

O quanto antes a cirurgia for feita, mais conservadora e menos agressiva ela será. Em alguns casos, a mutilação da mama não é necessária, mas é preciso tirar os tecidos saudáveis que ficam em volta do tumor. Caso contrário, essas células poderão gerar câncer novamente.

Na hipótese de ser descoberto muito tarde, o câncer se prolifera e atinge o organismo, em um processo chamado metástase. A cura é praticamente impossível nestes casos, pois o câncer causa focos em outros órgãos.

Seus direitos:

Além de enfrentar a doença, muitas mulheres com câncer de mama ainda se deparam com a falta de cumprimento das leis. Mas essa semana, dia 29, finalmente entrou em vigor a lei que garante às mulheres acima de 40 anos o direito de realização de mamografias pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Antes, elas eram feitas apenas com indicação médica.

Conforme o Ministério da Saúde, a mamografia pode ser utilizada para rastreamento ou para diagnóstico do câncer de mama. O rastreamento ocorre quando mulheres sem sintomas do câncer são chamadas para se submeterem à mamografia, ou seja, sem que antes tenha sido detectado um nódulo mamário. O exame diagnóstico, por sua vez, é realizado depois da suspeita do nódulo, isso pela própria mulher ou durante o exame clínico.

Caso a suspeita se confirme, saiba que, por direito, a mulher com câncer de mama pode recolher os medicamentos necessários gratuitamente para o tratamento. E se a paciente tiver que se submeter a cirurgia para a retirada do tumor ou mesmo de partes do seio, a mastectomia, a cirurgia plástica reparadora é obrigatória pelo Sistema Único de Saúde, conforme a lei n.º 9.797/99. O mesmo vale para os planos de saúde, que são obrigados a oferecer a cobertura, neste caso a lei é nº 10.223/01.

Mulheres submetidas a mastectomia que tenham dificuldades para dirigir também podem ter a isenção dos impostos IPI, ICMS e IPVA na compra de carros. “Primeiro se faz necessário a troca da Carteira de Habilitação Comum pela Especial que poderá ser requerida em uma clínica médica credenciada pelo DETRAN. Posteriormente, a paciente deve passar por uma junta médica do DETRAN e com o laudo médico em mãos requerer as isenções”, explica Claudia Nakano, advogada especializada em Direito de Saúde.

Além disso, se for comprovada a incapacidade de trabalho, a advogada afirma que mulheres com câncer de mama podem requerer o auxílio doença e ainda o saque do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo e Serviço).

O câncer de mama é provavelmente o mais temido pelas mulheres devido a sua alta freqüência e, sobretudo, pelos seus efeitos psicológicos, que afetam a percepção de sexualidade e a própria imagem pessoal. Ele é relativamente raro antes dos 35 anos de idade, mas acima desta faixa etária sua incidência cresce rápida e progressivamente. Este tipo de câncer representa nos países ocidentais uma das principais causas de morte em mulheres.

Por Juliana Lopes

“Já no caso de transporte gratuito, a lei é estadual. Desta forma, cada Estado tem a sua própria legislação. Em São Paulo, as pessoas com câncer têm o direito a usar o transporte gratuitamente”, acrescenta.

…………………………………………………….

DÉBORA MISMETTI
DA EDITORA-ASSISTENTE DE SAÚDE

Um estudo com mais de 10 mil pacientes com câncer de mama mostra que o uso de radioterapia após a cirurgia corta pela metade o risco de volta do tumor em dez anos.
Apenas 30% dos cânceres vêm de genes herdados
A pesquisa foi publicada hoje na revista médica inglesa “Lancet”.
O trabalho, o maior já feito até agora sobre o tema, reúne dados de mulheres que participaram de 17 estudos sobre radioterapia após a realização da cirurgia que conserva as mamas. Uma outra opção é fazer a retirada total.
Após os dez anos da pesquisa, 35% das mulheres que não fizeram radioterapia sofreram uma volta do tumor.
Nas que fizeram o tratamento, 19% voltaram a ter a doença em algum momento.
Segundo os autores, o trabalho mostra que a radioterapia reduz a mortalidade por câncer de mama, porque mata focos microscópicos do tumor que podem causar sua volta ou uma metástas.

……………………………………………………….

http://www.cancerdemama.com.br/

http://www.dietalight.net/

Dieta para câncer de mama: veja quais alimentos que podem prevenir esta doença

Câncer de mama é uma doença que pode ser evitada, se tomados alguns hábitos importantes, principalmente relacionados com a alimentação.

Vários estudos comprovaram o efeito de alguns alimentos na prevenção do câncer de mamaMulheres asiáticas possuem baixos índices de câncer de mama, comparados com as mulheres ocidentais. Este fato está diretamente relacionado com a alimentação destas mulheres.

O consumo de alimentos ricos em gordura, especialmente gordura animal, aumenta o risco ao desenvolvimento de câncer.  Uma alimentaçào com alto teor de gordura, aumenta a quantidade de estrógenos (hormônio feminino) no sangue. Os estrógenos “alimentam”o tumor, portanto, quanto maior a quantidade deste hormônio no sangue, maior é a força do câncer de mama.

Alguns alimentos também oferecem benefícios à mulher, um exemplo é asoja, que contem fito-estrógenos, que são compostos naturais que ajudam a atenuar os efeitos os estrógenos humanos, ajudando a reduzir o risco do aparecimento de câncer.

Para prevenir qualquer tipo de câncer, a alimentação deve conter baixo teor de gordura e ser baseada em frutas frescas e vegetais, pois possuem vitaminas antioxidantes A, C e E que ajudam a neutralizar os radicais livres, moléculas que podem  causar o câncer, conter produtos a base de soja e alimentos integrais (fontes de fibras).

O consumo excessivo de álcool, o cigarro a obesidade e o sedentarismo também podem aumentar o risco de desenvolvimento do câncer de mama.

“ALGUNS TELEFONES IMPORTANTES:”

INCA- triagem -tel: 3207-3880

ouvidoria: 3207-3937/3207-4061

serviço social: 3207-4091

outros centros de tratamentos de câncer de mama no rio de janeiro

centro: hospital dos servidores do estado tel.-2291-3131  santa casa da misericordia do rj: tel- 2233-3688/22334840

leopoldina: hospital geral de bonsucesso: tel- 3977-9500/3977-9502

clementino fraga filho -ilha do fundão: tel-2562-2010

mario kroeff: tel- 3976-9696/2136-9696 info@mariokroff.org.br

niterói: hospital universitario antonio pedro: tel- 2629-9000(geral) 2629-9408/9409-9421(secretaria)

O QUE VOCE DEVE LEVAR PARA O TRATAMENTO EM UM DESSES HOSPITAIS ACIMA: CPF, IDENTIDADE,ENCAMINHAMENTO DO SEU MÉDICO, COMPROVANTE DE RESIDÊNCIA, (TODOS OS SEUS ÚLTIMOS EXAMES, RESULTADO DA ULTRA E MAMOGRAFIA, E PEDIR AO SEU MÉDICO JUNTO COM O ENCAMINHAMENTO O PEDIDO PARA O LABORATORIO DE ONDE VOCE FEZ A BIÓPSIA PARA O PEDIDO DA LAMINA E BLOCO DA BIÓPSIA(SEM ISSO O HOSPITAL NÃO FAZ A FICHA.)

Publicado em saude | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , , , , | 20 Comentários

citações, poemas, pensamentos, amor

amor de nastenka
“meus poemas preferidos”

OS 10 MANDAMENTOS DA BAILARINA

I – Não existe mulher feia na dança do ventre, mulher pode tudo,
mulher é tudo,  basta ser mulher!

II- Tudo pode ser aprendido desde a arte de dançar
 à arte de seduzir com os movimentos e expressões.

III- Nunca acredite que não pode realizar este ou aquele movimento… 
você pode tudo. basta você querer, esteja preparada porque não é fácil,
força de vontade é tudo. acredite em você!

IV- Nunca se está velho demais para a dança do ventre. 
Em várias culturas especialmente na árabe, as mulheres mais 
maduras são consideradas as melhores, pois sabem acrescentar
 toda a experiência de vida na dança e com sensualidade intensa, 
que pode ser desenvolvida com a dança.

V- Não há leis que proíbam a dança do ventre para homens, 
mas eles não possuem ventre e por isso não devem dançá-la .
 Para eles há outras danças orientais folclóricas de extrema beleza
 e força, específicas para homens.

VI- Confie em sua professora
VII- Pergunte sempre que existir dúvida. nunca fique com vergonha de indagar,
tire sempre suas dúvidas.

VIII- Não existe quem dance mal. Existe gente mal trabalhada
e tudo pode ser trabalhado, por isso nunca deixe ou permita que 
ninguem duvide de você. nunca desista.

IX- Mergulhe na dança. Vá mais longe que a simples técnica, 
pois a dança do ventre é um encontro com sua divindade.

X- Aplique os conhecimentos adquiridos no dia a dia, 
tornando sua vida mais feminina, mais forte e mais mágica.
                           seja bem vinda a fazer parte da magia a sedução…                                                                                   prof: nastenka
foto de nastenka em 2009
—————————————————————————
“ORAÇÃO DA BAILARINA”
Senhor meu Deus!
Abençoe a minha dança, abençoe os meus pés
abençoe o meu corpo…os meus músculos…
e principalmente a minha vida!
abençoe esse dom que Você me deu…
esse presente Divino…a dança em minha vida!
obrigado pelo dia de ontem…porque hoje estou aqui…
obrigado pelo dia de hoje… porque agora estou aqui agradecendo a Ti…
e obrigado pela minha fé… porque sei que estarás comigo no amanhã…
Quando danço… Danço para Deus…
porque posso mostrar a todos alegria e beleza às pessoas através de mim.
e sei que assim Ele me protege e me orienta…
Senhor…nunca me permita fraquejar!
nunca me permita duvidar de minha capacidade!
porque sei que estarás ouvindo o meu clamor…
sei que estás inclinando os seus ouvidos para mim…
meu Deus me abençoe, e abençoe todas as bailarinas…!
seguro sempre em Suas mãos…porque assim estarei segura…seja os meus movimentos…
me guie…me orienta…seja a lâmpada para os meus pés…ponha sempre palavras em minha boca…
Direi a todos por toda a minha vida!
És o meu Deus…o meu Criador!
obrigado por tudo e amém…
                                                “celinha santiago”   (NASTENKA)

eu renasci das cinzas...como a  Fenix!

eu renasci das cinzas…como a Fenix!

“Fenix!”

“Não saber não chamar a atenção…
Não saber dizer que não…
A palavra “NÃO” só agora vez em quanto sai de minha boca…
vou aprendendo a dize-la, a vida esta me ensinando por
si mesma!
Não saber o poder que me faz renascer… Mas saber do que é capaz e do que almejo para poder nas cinzas descansar.
E no amanhecer de cada dia a busca da alma daqueles que um dia ousaram à transpassá-la…
Que puderam de certa forma dançar aquela dança que só eu cabia a dançar.
Que só a mim foi dada e por mais ninguém passada para não haver colisão.
E de fato nunca existiu, aquela que pudesse fazer que aquela que sempre nascia, pudesse fazer moradia no peito de quem a renascia pro mundo novo que surgia…
Eu sei sair e entrar a cada situação por mim vivida e absorvida.
Gosta das coisas claras e bem decididas para melhor vivenciá-las nos momentos de decisões.
Saber sair de cabeça erguida e o coração puro.
Não sei negar meus próprios sentimentos e sempre tenho razões maiores para todas as minhas explicações…e limitações…
Não gosto do incerto, nem das coisas duvidosas.
Sei onde caber meus pensamentos e minhas escolhas.
Eu sei voar!
A dança me faz voar e reviver como a FENIX!
Das cinzas a vida!

(Celinha Santiago)

BAILA BAILARINA

Dança mulher, feito menina

Por que a vida é uma intensa dança

E esta é tua sina, viver, dançar

Não deixe apenas que a música

Guie teu destino

Mas faça do seu destino

Sua alma sBaila bailarina,

Dança mulher, feito menina

Por que a vida é uma intensa dança

E esta é tua sina, viver, dançar

Não deixe apenas que a música

Guie teu destino

Mas faça do seu destino

Sua alma sinta correr em suas veias,

a música que nutre, que conduz, que acalma

E sagrada seja sua dança, sua vida

Pinte no quadro da sua jornada

Uma obra que de inacabada

Jamais termina, nunca finda

Pois dançar a sua dança

É viver, eternamente, intensamente

Sagrada!!!

(Renê Dalton Raposo)

“O VERMELHO E O NEGRO EM UM GRITO DO CORAÇÃO”

Amor proibido!
Amor sagrado!
Amor tentado!
Sem toque, sem palavras, sem beijos, sem afago
Amor que dói a pele por não ser tocado…
Amor em puro e inocente desejo…
Amor que nasceu na inocência do simples perdão divino…
na incoerência…do ser coerente!
Do pensar sem refletir…sem poder agir.
Amar em silencio…e ter que ouvir o gritar do espirito…
Uma dor da própria dor de amar um amor cheio de incertezas!
Um amor sem esperar um futuro…com uma dor gostosa sem ser masoquismo.
e ao mesmo tempo um amor sem tempo…sem planos…
sem projetos…sem nada esperar!
É um amor que é o meu remédio…meu analgésico…
um amor estranho e feliz…do meu modo porque eu prefiro assim,
Por aceitar o destino que por vezes é cruel!
Não falo em amor carnal…
mas no amor onisciente, onipotente e até onipresente…
É o meu amor…somente meu amor!
Não é egoismo….mas é meu assim…sem começo e talvez sem fim.
Sem começo sim, sem fronteiras sim, sem final…
Sem o amanha…
Sem futuro!
Falo em amor…verdadeiro, único e grandioso!
Amor puro e sem cobranças…
Amor que fala pelos olhos!
Amor sem palavras ditas ou lidas…
Amor pelo gestos…talvez um simples sorriso já me basta…
Gestos que se torna talvez um pecado…mas
que grita muito alto em meu ser…
Gestos que se sente sem toque de pele,
mas gestos que vai em arrepios que arrepia até a alma!
Que as vezes até dói sem sangrar, e que deixa
feridas que não cicatrizam…deixando marcas feito uma tatuagem…
que me dói…mas corrói e dilacera a minha alma!
Amor que se transforma em insônia,
porque so assim penso nele de dia e de noite contando
as horas de vê-lo, nem que seja de longe…ouví-lo mesmo
sabendo que não poderei senti-lo…
Eu peco! Eu peco em amar?!
Então que eu morra pecando…porque não deixarei de amá-lo!
como poder receber o Corpo consagrado e molhado pelo Sangue…
se os meus olhos e o meu desejo e até mesmo os meus pensamentos
estão em poder possuir o seu corpo junto ao meu…?!
Ai meu Deus…eu preciso dele nem que seja por um segundo!
apenas um segundo deixar que seus lábios toquem em meus lábios rosa
sim…aqueles lábios trêmulos do medo de pecar!

(celinha santiago) NASTENKA     

 (poema criado por mim…inspirado em amor secreto e verdadeiro por alguém muito especial)

  • “sonho de criança…”

  • Um dia, uma menina loirinha de cabelos cacheados, boquinha vermelha e bochechas rosadas olhava uma boneca de porcelana na virtine de uma loja perto de sua casa.
  • essa boneca era uma bailarina que amarrava as suas sapatilhas.
  • com seu nariz sujinho ela ficou ali parada durante algum tempo…o rosto amassado no vidro, observando.
  • disse pra amiguinha de cabelos desarrumados: sabe…um dia eu vou ser uma bailarina…- essa menina deveria ter uns 7 ou 8 anos, morava com o pai que era viuvo com mais 6 irmaos.
  • todos os dias ela ia ate a loja e olhava, e olhava…se abaixava para ver direito…na pontinha dos pes descalça, olhinhos atentos…
  • um dia ela ficou doente com catapora e o pai preocupado a levou ate ao pronto socorro. passaram então de frente a tal loja e ela segurou na mão dele e mostrou a tal boneca…quase não podia falar porque estava com a boquinha ferida…não comia direito e estava muito abatida.
  • a dona da loja que já a conhecia sorriu…cochichou algo no ouvido do pai da menina…
  • até que um dia o pai querendo ver a filha caçula sorrir…deu a ela a tal boneca de porcelana que nada mais era doque uma pequena caixinha de música, tocava “noturno” de chopin.
  • ela passou a copiar os movimentos da bailarina…pontinhas dos pés…levantando as maozinhas pequenas e frageis…
  • dançava…e dançava…e os anos foi passando…12..15…18 e aos 20 anos ela fez seu curso de dança profissional técnico, mas seu pai nunca chegou a vê-la dançar.
  • ela então dançava a cada dia mais e mais bonito…
  • fazia pelo prazer…e com amor…por amor…e pelo amor…
  • até que hoje ela ainda dança…
  • em algum lugar,
  • talvez entre as estrelas ocultas do coração de alguem que sonha, ou nas inspirações da minha escrita solitária, ou até mesmo nos seus desejos, nos meus desejos ou nos nossos desejos de sair a dançar…
  • ela dança nas ruas… talvez até na água do mar batendo na areia…tímida ou entre as pedras violenta…por não querer parar…
  • essa menina deve sentir o que é o imenso prazer de realizar um desejo, que a tempo estava dentro dela…”um dia eu serei bailarina!”
  • essa menina é o próprio desejo!
  • o sonho dos sonhos…aqueles que se realizam um dia! a esperança!
  • hoje…assim como o vento assopra beijando os meus cabelos loiros e cacheados…
  • aqui sentada na areia…vendo o mar sedutor beija-la com sua espuma!
  • escrevo na própria areia o meu obrigado a mae natureza…como testemunha a lua…lá no ceú…redonda e meio sem graça!
  • deixo um beijo e uma grande afago profundo para todas voces meninas…
  • bailarinas e dançarinas…
  • vou agora correr…pela praia e gritar um obrigado a mae natureza! bem alto!
  • só que a musica de chopin esta gravada em mim…ela será sempre tocada na minha vida,
  • o vento asssopra a canção e eu danço…me deixo ser levada…
  • pular…saltar…e dançar…
  • a dança da alegria!
  • a dança do desejo!
  • a dança do amor…
  • a dança da dedicação!
  • essa menina hoje é uma mulher, de 48 anos…realizada.
  • essa menina hoje sou eu…
  • que dança pelo único prazer de dançar…
  • eu ainda tenho a tal bailarina de porcelana (esta quebrada) guardada como o meu amuleto!
  • toca noturno de chopin…e eu choro sempre que ouço…um choro de alegria!
  • e de saudade!
               celinha santiago(nastenka)                       ..........................

“Da magia a sedução…”

como se faz num embalo…
num encantamento
ela te embala e eu me deixei embalar…
sim, eu me encantei!
eu me joguei nela…e na verdade me deixei ser jogada de corpo e alma!
eu me entreguei totalmente…e me deixei entregar…
meu ser foi tomado, meu espirito foi dominado e meu sonho idealizado…
tive o tão sonhado desejo: a coragem,
e consegui fazer aquilo que mais gostava…dançar…
o bellydance ou dança do ventre…
não importa o nome mas sim o sentido da dança dentro de mim,
se aprofundar sem saber o tamanho da profundidade,
sem saber onde mergulhava…
mas seria um mergulho no saber…aprender, atualizar,
entrar numa outra cultura,
uma cultura milenar, de onde há outros ritmos,
roupas…musicas…instrumentos…é todo um conjunto a ser
estudado e trabalhado, todo um folclore…
não e só rebolar ou se balançar numa roupa bonita…
não e nada erótico ou vulgar…
dança do ventre e uma paixão que veio pra ficar dentro de mim…
da minha vida…da mulher, do feminino que existia dentro de mim…
algo novo a ser descoberto, que eu desconhecia…
e que se fez residencia lá no fundo do meu ser…
e que a cada dia desabrocha!
quando danço esqueço tudo lá fora,
a minha doença!
a guerra dos homens,
o mal, as dúvidas, e o pior de tudo…o tal medo.
e como se eu e ela vivesse numa outra epóca ou
num sonho astral…
uma viagem…uma magia, uma sedução
ao qual eu me deixo levar…
podem me chamar de louca!
não ligo de ser uma louca e de ser feliz ao lado dessa
loucura maravilhosa,
dela: da minha dança.
não ligo se tenho ou não talento…
não quero ser uma bailarina pop star,
uma famosa dançarina da mídia!
de ter um nome…
apenas quero dançar a minha dança…que pode sim…me curar!
me curar a alma, meu espírito, minha vida.
e com isso vou sendo levada por ela…me deixando ser levada…
sem medo de não ter como voltar…
de não querer voltar, de se entregar toda e me entrego sim!
ou sem querer saber ate onde eu vou…
apenas quero que ela me leve.
eu quero seguir a cada instante ao lado dela,
aproveitar essa momento íntimo
e único,
eu e a dança!
não quero saber…deixo tudo para estar com ela.
que posso fazer? ela nao quer sair de mim…
ela não me deixa só, é a minha companheira que nos momentos de
tristezas e solidão sorrir com sua linda música para mim.
ela que quando sinto que tudo acabou na minha vida,
ela é a única que esta lá,
dizendo: …levante e venha dançar!
ela é o meu vício.
sim…ela é tudo para mim.
o que eu realmente quero é senti-la em mim.
nao importa o tempo, idade…tamanho…
a estética não existe aqui…
basta ser mulher!
se sou magra…ou gorda,
se estou velha ou nova…
nada disso importa! é o meu prazer.
fazer dança para mim e isso tudo e o muito mais…
é a minha forma de expressão, de me soltar ao vento
de flutuar com os meus pés no chão,
fecho os meus olhos…olhos de sorrisos,
sonhos em meu rosto, e me sinto voar!
principalmente aqui juntinho a mim, minha dança do ventre…
essa mágica que me encanta,
que me fascina, ou sera um feitiço?
e que consegue seduzir, seduzindo a todos que se envolve…
que consegue enfeitiçar…porque me enfeitiçou…
uma forma de dança que tem que ser estudada,
trabalhada e que é uma arte, uma linda e maravilhosa arte
nada facil de se fazer,
de se aprender, tem que se dedicar…
e que de alguma forma me prendeu…me acorrentou…
gente…me algemou e me amarrou.
e que fiquei atada presa nela por vontade propria…
meu objetivo hoje é aprender…sempre mais e mais essa arte linda!
que enriquece de pura cultura…
com muita dedicaçao…prazer…amor…
eterno amor!
para atingir a total e tão sonhada perfeição!
Que seja o meu vício,
que seja a única coisa importante em minha vida,
que esteja em primeiro lugar no meu mundo…
que eu seja dependente…
que eu venha servi-la…
que eu a tome para mim como se ela fosse a minha fé,
a minha força e o meu apoio…o meu refúgio!!!
Meu Deus!
seja como for ou o que for isso…a dança,
através da dança eu voltei a viver…
ela me completou.
essa é a verdade…
ela esta no meu sangue…nos meus membros…
nos meus músculos…no meu corpo, nos meu ouvidos…
no meu ser!
no ar que respiro.
ela foi o meu remédio,
é a minha reza, o meu unguento…a minha crença…
se eu cometo algum pecado…que seja o meu pecado,
e se um dia…quando eu morrer…
com certeza subirei ao ceu….dançando…

                                              Celinha santiago (nastenka)

———————————————————

deusa bastet(a deusa do feminino, da dança)

dançar na ribalta

uma bailarina sonha…mas um sonho verdadeiro,
um sonho de sonhado com os olhos abertos em gestos…
dançar…ate criar calos sangrentos nos pes..
dores intensas nos músculos…
muito esforço de alcançar seu objetivo,
seu esforço, seu suor…seu corpo ofegante!

é tudo uma grande recompensa, pela dança…
tudo e válido…e lindo…cada gotinha que escorre de seu rosto!
uma bailarina tentando ultrapassar o seu limite, em sorriso de prazer…
dominar a sua dor para ser dominada pela dança…
que ali naquele momento a dor e esquecida pelo único amor…dançar!

se deixar levar pela música…dentro da poesia da sua ilusao…
brilhar na luz da ribalta a ser conquistada!
e no final…a dança e a bailarina em conjunto único ,
conquistar o que mais se sonha em obter,
ao se entregar a dança, o prazer de ver e sentir
os olhares atentos de uma plateia…o silêncio…
e no final do grande espetáculo, os aplausos…
o retorno de todo um trabalho entre o corpo, a música e a alma …
a arte conquista a bailarina que conquista a ribalta…

que conquista você!

 ( por celinha santiago,”nastenka”)

…………………………………………………………….

———————————————

“Paixão virtual”

mas o amor virtual nao existe mais
ele é verdadeiro
o toque de pele já existiu
seus labios no meu
os meus nos seus
meu corpo ao seu…
o seu corpo ao meu…e
assim fazer um so corpo.
sentimos o tremor do outro
o suor, o frio, apenas
num toque das maos…
tudo ao mesmo instante…
nao, nao temos mais virtual
já nos olhamos
já vimos nossos defeitos
nossos cheiros
meu cheiro e o seu cheiro num so corpo,
o seu perfume que me encantou
nao temos mais virtual
temos muito carinho natural
nao fique triste pelo desencontro
pois ele é apenas uma pitada
uma apimentada
na saudade de nossos sentimentos.

espero nao ser um mal para voce
quero ser um bem para voce
e voce a cura para mim
quero viver e sorrir,
e ter voce a meu lado
para juntos contruirmos um amor
uma vida…quero que me espere…
por favor meu amor seja minha
dentro da nossa realidade.
seja minha para que eu possa ser seu!

………………………

“Uma poesia que veio de uma pergunta virtual, uma brincadeira que virou verdade, algo virtual que um dia virou verdadeiro dentro de mim”

“QUISERA…”

 Quisera eu poder te conhecer e te moldar dentro da minha imaginação… não te conhecendo e não saber nada sobre você e ao mesmo tempo saber tudo de você. Querer te ver e te olhar dentro dos seus olhos, deixar que eles falem por você. Sentir o seu hálito…o seu sabor.

Quem é, o que faz, o que gosta, seus olhos, seus cabelos…sua boca…ao mesmo tempo saber tudo sobre você, nada sei já que nunca te vi!!!
 quisera eu poder dizer o quanto te adoro…
 o quanto vc e importante em minha vida…falta a oportunidade, a sua presença, falta tudo!
 dizer diante de ti o quanto vc e especial para mim…
 e…no entanto, fico a imaginar como poder dizer isso para vc…
 se nem ao menos sei quando vc vai aparecer, ou ao menos me ligar…
 ou se faz pensar em mim por uns momentos…
 num lapso de memória…se lembrar de mim…
 mas temo saber a verdade, se nem isso se faz presente em sua mente:
 a minha existência.
 quisera ter certeza e afugentar essa dúvida, quisera ao menos saber quem e você…
 quisera no entanto, mesmo querendo nao lembrar e lembrando,
 nao querendo te querer e querendo, nao querendo te perder e te perdendo…
 e te achando…e te perdoando…e me ferindo…e me maltratando…
 quisera eu nao te desejar e te desejando,
 quisera nunca saber que me desprezas…que me trai com sua ausencia…
 pelo simples fato de nao lembrar de que estou aqui…viva…a esperar por ti.
 nao querendo te fazendo existir e nao existindo…me anulando…
 e vivendo de ti…e ti fantasiando…
 vc esta sempre comigo…na minha frente…na minha mente…
 no meu ser…dentro de mim…em minhas entranhas…vc esta aqui…
 por que entrou devagarinho…e se alojou em mim…se fez moradia…
 quisera que voce saisse de mim…
 mesmo porque nao quero que saia…
 me pergunto: sera uma doença? sera um mal que nao tem cura…feitiço… o que sera isso que doi…
 que chama você sem eu abrir a boca…sem sair som…sem ser ouvido…silencioso por fora…
 mas sonoro por dentro…me queimando…como um vulcão pronto a explodir…
 quisera eu poder gritar para o mundo…essa dor inconstante…insistente…incoerente que me faz tao mal e tao bem…essa saudade…oniciente…onipresente…
 quisera eu nao querer esse mal..
esse bem…
 voce de longe…e tao perto…
 quisera poder eu correr dessa dor….gritar…
 um remedio…um medico…
 que nao me cure e ao mesmo tempo
 buscando a cura…mesmo sabendo que nao tem cura…
 porque no fundo nao desejo a cura…
 de viver um momento com voce e pra voce…
 essa doença de te esperar…de te aguardar…
 esse mal…esse vicio…essa carencia…essa mentira…esse perigo…
 terrivel chamado o milagre do amor virtual!

 celinha santiago(nastenka) para alguém chamado Edu(de minas) que conheci aqui na net e vivi momentos maravilhosos, algo lindo!

————————————

“Eu louvo a dança”
“Eu louvo a Dança,
pois ela liberta as pessoas das coisas,
unindo os dispersos em comunidade.
Eu louvo a Dança que requer muito empenho,
que fortalece a saúde, o espírito iluminado
e transmite uma alma alada.
Dança requer o homem libertado,
ondulado no equilíbrio das coisas.
Por isso eu louvo a Dança.
A Dança exige o homem todo ancorado
em seu centro para que não se torne,
pelos desejos desregrados,
possesso de pessoas e coisas,
e arranca-o da demonia de viver
trancado em si mesmo.
Ó homem, aprende a Dançar!
Caso contrário,
os anjos não saberão o  que fazer contigo.”
                                        (santo agostinho)
————————————————-
Poesia árabe – Hana Akif
“O Baile é fantasia que faz a alma vibrar de emoção.
A dança espontânea correta e cheia de luz,
alegra o espírito em busca da harmonia dos gestos;
busca as cores da alegria e do encantamento;
faz-se poesia em forma de movimentos fugazes,
cadenciados, na leitura do ritmo acalentando no coração,
os devaneios que surgem na busca melodiosa com
que transmitimos a emoção em movimento e poesia;
em sons que se transformam em quadros.
A dança bem executada é oração que se reza
usando o corpo-mente buscando a aspiração
da meditação na luz superior, intencionalmente,
espontaneamente, transcendentemente.
Tem gente que ama dançar,
tem gente que ama dançando,
transformando o mundo interior em poesia exterior.
Movimentos meditativos, formas de demonstrar amor.
Tem gente que aspira o Amor e ama dançando.
Veste-se de cores e visões; orquídeas,
flor leitosa cor-de-rosa ou canção
perfumando a vida e o espírito,
o corpo e a mente,
espiritualizando a dança,
trabalhando também para a espiritualidade.
Dançar, forma de arte; dançar é amar,
sabendo amar, busca-se amar plenamente,
porque amor é dança do espírito integrado
à dualidade corpo-mente,
eternizando o movimento que irá durar
o exato momento de uma poesia que
vem da junção corpo-espírito.
Louvemos a dança.
Tudo é sublime quando se ama de verdade”
Publicado em poemas-2 | Marcado com , , , , , , , , , , , | 7 Comentários

A soberania de Deus no livro de Jonas

  • “A Soberania de Deus no Livro de Jonas”

Jonas, constituído pelo Deus Altíssimo, era um profeta relutante, que recebera uma missão que ele mesmo considerava desagradável de se cumprir. Preferiu fugir em vez de obedecer (será mesmo que é possível fugir do olhar e da presença de Deus? Impossível!).

           E VEIO a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. (Jonas 1 : 1 e 2) . Só que Jonas, como já dissemos que a missão não era nada agradável, fugiu do SENHOR, entrando em um navio que tinha destino Táris.

Será que Deus realmente não sabia que Jonas faria isso? Será mesmo que foi atoa que Deus teve de usar o grande peixe para levar Jonas a Nínive? Só um instante nessa parte. Muitos dizem que o grande peixe jogou a Jonas na praia de Nínive.

 Nínive fica bem longe do Mar Grande(ou Mar Mediterrâneo), ou seja, não há uma praia ali. Temos também os seguintes versículos para comprovar este fato: 

          E veio a Palavra do SENHOR segunda vez a Jonas, dizendo: Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a pregação que eu te disse.(Jonas 3: 1 e 2)

 Se Deus o manda ir a cidade de Nínive é porque ele ainda não estava em Nínive. Nínive era a capital da Assíria. Como a maioria dos povos que reinaram no antigo Oriente Médio, os Assírios, primeiramente um povo de camponeses e guerreiros rudes, tiveram a justiça amplamente baseada no código promulgado no século XVIII a.C., pelo rei Hamurabi, da Babilônia.

A Assíria era essencialmente uma nação de servos que viviam presos à terra que cultivavam; eles podiam ser vendidos juntamente com a propriedade. Deviam obediência à vila mais próxima. Esta, por sua vez, estava presa à cidade pela obrigação de pagar impostos, participar nos festivais religiosos e obedecer os mandatos administrativos. As cidades – dentre as quais, além de Nínive, as principais eram Assur, Erbil e Nimrod – estavam sob a autoridade do rei.

O rei assírio possuía poder absoluto sobre todos os aspectos do governo – econômico, diplomático, político, militar e religioso. Embora reconhecido como humano, acreditava-se que fosse um enviado dos deuses, em especial ASSUR, a divindade principal.

Os Assírios eram cruéis, sanguinários e não tinham misericórdia: mestres nas artes da TORTURA e da INTIMIDAÇÃO. A sua reputação manchou a região mesopotâmica por séculos e os seus inimigos, antes mesmo de travarem combate contra eles em campo aberto, já podiam sentir o gosto de sangue na boca. Eram ODIADOS por todos os povos ao redor.

Nínive seria destruída, por isso Jonas foi mandado até lá, para avisar a eles. Deus nunca deixa de avisar o povo quando algo irá acontecer. Foi assim no dilúvio, em Sodoma e Gomorra e é assim para o livro da revelação, Apocalipse. Ele sempre nos avisa do que há de vir para que possamos nos arrepender de nossos maus caminhos. Com Nínive não foi diferente.

Agora é que entra a questão.

-Nínive adorava um deus que era metade homem e metade peixe, de nome Dagom(ou Dagon). Eles criam que, algum dia, este encarnaria na forma humana, para lhes dar uma grande revelação.

-Juntando agora os fatos, podemos chegar a uma conclusão de que o povo de Nínive aceitaram as palavras de Jonas por acreditarem que ele seria a forma humana de Dagom.

Dá para acreditar nisso não é mesmo? 

Mas existe um outro porém: Deus se arrependeu e não destruiu a Nínive.” O espírito do homem é a lâmpada do SENHOR, que esquadrinha todo o interior até o mais íntimo do ventre. “(Provérbios 20:27)

Um dos problemas dos homens é se recusarem a aceitar a soberania de Deus em suas vidas. Com isso quero dizer que o homem não compreende o direito absoluto de Deus de reger em suas vidas. Deus tem este direito inerente pois ele é o Criador. Precisamos compreender que nada acontece na terra sem a permissão ou a aprovação dele. Faço essa distinção porque ele permite que coisas aconteçam que são contrárias à sua vontade, mas isso não quer dizer que ele as aprova. Por exemplo, a Bíblia ensina sobre o livre arbítrio do homem para escolher. Enquanto Deus permite o exercício deste livre arbítrio, ele não aprova as escolhas do homem que são contrárias à sua santa vontade. Por outro lado a soberania de Deus não é diminuída pelo exercício do livre arbítrio do homem.

O livro de Jonas diz muito sobre a soberania de Deus. Fala de maneira explícita e implícita, e nos ensina alguns conceitos valiosos sobre a soberania de Deus. É bom que aprendamos estas lições e nos lembremos delas para que possamos manter o relacionamento certo com nosso Criador.

“A soberania de Deus e a sua criação”

Como um exemplo da soberania de Deus no livro de Jonas vemos como Deus empregou a sua criação para cumprir o seu plano divino. No capítulo 1 vemos como Deus controlou os elementos do tempo para trazer o seu propósito desejado, para chamar a atenção de Jonas. O versículo 4 diz, “Mas o Senhor lançou sobre o mar um forte vento, e fez-se no mar uma grande tempestade, e o navio estava a ponto de se despedaçar.” Aqui o vento é atribuído diretamente a Deus. Enquanto é verdade que Deus colocou certas seqüências do tempo em movimento desde o início, aqui temos um exemplo da sua intervenção divina. Testemunhamos as variações da velocidade do vento no dia a dia devido a um processo físico que inclui a rotação da terra, a inclinação da terra e áreas de alta e baixa pressão, mas aqui no livro de Jonas o vento é atribuído diretamente a Deus. Os versículos seguintes acrescentam que o mar ficou cada vez mais tempestuoso (vs. 11,13), e finalmente cessou totalmente depois que os colegas de barco de Jonas o lançaram no mar conforme ele mandou (v. 15). Até mesmo os homens do navio atribuíram este evento à soberania de Deus. Eles disseram,“tu, Senhor, fizeste como te aprouve” (v. 15). Se o julgamento deles do evento era por superstição, ou não, não importa. A palavra de Deus atribui o vento no capítulo 4 à soberania de Deus: “Em nascendo o sol, Deus mandou um vento calmoso oriental; o sol bateu na cabeça de Jonas….” (4:8).

O vento e as ondas obedeceram a Deus, mas Jonas não obedeceu. Ao exercer o seu livre arbítrio, primeiro ele se recusou a ir a Nínive como Deus havia mandado. Como resultado desta desobediência, Deus deu uma oportunidade para Jonas se arrepender. Depois de ser lançado ao mar pelos colegas do navio, ele foi engolido por uma criatura do mar. O versículo 17 do capítulo 1 diz que a criatura que o engoliu foi preparada por Deus. Tem-se preocupado muito no decorrer dos anos em relação à identidade desta criatura. Alguns acham que era um peixe e outros que era uma baleia. Enquanto podemos especular quanto à natureza desta criatura, não podemos negar o fato indiscutível de que era uma criatura “preparada” por um Deus soberano. Era uma criatura que pôde cumprir a vontade soberana do Criador. Tinha a capacidade de engolir Jonas inteiro. Se Deus usou uma criatura que ele já havia criado ou se ele criou uma especialmente para esta tarefa não é importante. O que importa é que a criação material não pode recusar a vontade de Deus. Deus é o que a fez de acordo com a sua vontade desde o início. A criatura não podia dizer “Eu não irei. Não engolirei a Jonas.”

Da mesma maneira, no capítulo quatro, Deus preparou uma planta e um verme para fazer a sua vontade. “Então, fez o Senhor Deus nascer uma planta, que subiu por cima de Jonas, para que fizesse sombra sobre a sua cabeça….Mas Deus, no dia seguinte, ao subir da alva, enviou um verme, o qual feriu a planta, e esta se secou” (vs. 6-7). O ponto que precisamos compreender é que tudo obedeceu a Deus. O vento obedeceu, a criatura do mar obedeceu, a planta obedeceu e o verme obedeceu. Tudo obedeceu a Deus perfeitamente, menos Jonas. Toda a criação de Deus o obedece perfeitamente, exceto o homem. Deus deu a Jonas uma escolha e Deus nos dá uma escolha. Escolhemos fazer a vontade de Deus ou resistir e correr dele. Deus não abandona a sua soberania neste assunto. Foi a sua vontade soberana que o homen exercesse o livre arbítrio.

“A escolha de Jonas”

Jonas tinha a escolha de ir a Nínive ou de fugir. No primeiro capítulo, o vemos fugindo de Deus mas depois, no terceiro capítulo, quando Deus o manda para Nínive, ele decide ir. O povo de Nínive encarou a certeza de destruição iminente por causa dos seus pecados passados e persistentes. Mesmo assim, sem Jonas oferecer uma alternativa para eles, escolheram se arrepender dos seus pecados. Eles assim fizeram na esperança de transformar a ira de Deus em bênçãos. Deus não sente prazer em destruir as pessoas. “Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus. Portanto, convertei-vos e vivei” (Ezequiel 18:32). No Novo Testamento aprendemos que “Ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2 Pedro 3:9). Por causa do arrependimento de Nínive, Deus com seu poder soberano reverteu a sua decisão de destrui-los.

“A soberania de Deus e o livre arbítrio do homem”

Deus usa a sua soberania para mudar o homem, não pela força, mas por amor, motivação e persuasão. Jesus veio para “buscar e salvar o perdido” (Lucas 19:10). Ele busca mudar a vontade dos homens, tornar as suas prioridades as prioridades deles. Ele não sacrifica, de forma alguma, a sua soberania ao fazer isso. Contrário aos ensinamentos de João Calvino, e aos ensinamentos de muitos ainda hoje, Deus permite que o homem exerça o livre arbítrio. O homem jamais deve pensar que a paciência e a longanimidade de Deus são indícios de qualquer fraqueza por parte dele, pois todos nós apareceremos diante do tribunal de Cristo e responderemos pelas nossas ações (2 Coríntios 5:10). Não devemos considerar a longanimidade de Deus como indício de que Deus não punirá o pecado. “Ou desprezas a riqueza da sua bondade, e tolerância, e longanimidade, ignorando que a bondade de Deus é que te conduz ao arrependimento? Mas, segundo a tua dureza e coração impenitente, acumulas contra ti mesmo ira para o dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus” (Romanos 2:4-5), Apesar de Deus permitir que Jonas o desobedecesse, Jonas se encontrou na barriga de um peixe no fundo do mar louvando a Deus e desejando a salvação, e Deus o deu outra chance.

Deus, pelo seu poder soberano, conhece a cada um de nós e usa o seu poder para capturar a nossa atenção e nos dar oportunidade de seguir o seu desejo. 

Considere Salmo 139:7-10:

“Para onde me ausentarei do teu Espírito? Para onde fugirei da tua face? Se subo aos céus, lá estás;se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também;se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, e ainda lá me haverá de guiar a tua mão,e a tua destra me susterá.”

É impossível fugir de um Deus soberano.”

“A soberania de Deus e as nações”

Também temos, no livro de Jonas, um exemplo da soberania de Deus em relação às nações. Deus está no controle do destino das nações. A cidade de Nínive e o seu futuro estavam sob o controle de Deus. Se era desejo seu destrui-la, seria destruída. Se seu desejo era salvá-la, seria salva. O destino de Nínive não estava sob o controle de Jonas ou nenhuma outra nação. A razão que Jonas fugiu de início foi que ele sabia que Deus poderia salvar a Nínive. “Por isso, me adiantei, fugindo para Társis, pois sabia que és Deus clemente, e misericordioso, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e que te arrependes do mal” (Jonas 4:2). Jonas não tinha nenhuma soberania no assunto. Não seria feito de acordo com a vontade de Jonas, mas de acordo com a vontade de Deus. Paulo, ao falar com os atenienses, disse: “de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra, havendo fixado os tempos previamente estabelecidos e os limites da sua habitação” (Atos 17:26). O destino dos homens e das nações está na mão soberana de Deus. Foi pela soberania de Deus que a mensagem chegou a Nínive. Se Jonas tivesse insistido na sua recusa de ir a Nínive, teria impedido a Deus de enviar outro? Certamente não! Deus poderia ter enviado um outro profeta. Aqueles que pensam que as nações se levantam e caem por causa de uma defesa nacional forte, prosperidade econômica, alianças com outras nações, ou pela vontade dos homens, são ignorantes da soberania de Deus.

“A soberania de Deus e a nossa obediência”

A penas ao compreendermos a soberania de Deus podemos compreender a importância de obedecer a Deus e não aos homens (Atos 5:29). Apenas então podemos apreciar o aviso, “Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo” (Mateus 10:28).

Por mais que tentasse, Jonas não podia escapar de Deus. Quanto mais ele tentou cumprir a sua própria vontade, mais forte Deus o puxou de volta. A chamada de Deus é sonora e clara. O alcance de Deus é longo e largo. A vontade de Deus não pode ser evitada ou negada sem conseqüências. Jonas pôde correr mas não pôde se esconder, e nem nós podemos.

A vida está cheia de distrações e interrupções. Uma coisa que a fé em Deus faz é nos trazer de volta ao centro. Nos traz de volta ao lugar onde devemos estar. É desta posição que podemos discernir o nosso verdadeiro lugar neste mundo e o nosso relacionamento com Deus. Ele é uma força inevitável. Ele está no controle. Ele rege. Quanto mais cedo aprendemos esta lição, mais cedo descobriremos o seu verdadeiro sentido e sua direção nas nossas vidas.


Publicado em religião | Marcado com , , , | Deixe um comentário

O DIZIMISTA NA OBRA DE DEUS!


“Ser ou não ser um dizimista?”

Antes de começar a gastar, devemos honrar a Deus dando-Lhe o que Lhe pertence primeiro. A Bíblia diz em Provérbios 3:9 “Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda.”
Que parte do nosso salário pertence a Deus? A Bíblia diz em Levítico 27:30 “Também todos os dízimos da terra, quer dos cereais, quer do fruto das árvores, pertencem ao senhor; santos são ao Senhor.”
Dar o dízimo é uma forma de aprender que Deus ocupa o primeiro lugar na nossa vida. A Bíblia diz em Deuterenômio 14:22-23 “Certamente darás os dízimos de todo o produto da tua semente que cada ano se recolher do campo. E, perante o Senhor teu Deus, no lugar que escolher para ali fazer habitar o seu nome, comerás os dízimos do teu grão, do teu mosto e do teu azeite, e os primogênitos das tuas vacas e das tuas ovelhas; para que aprendas a temer ao Senhor teu Deus por todos os dias.”
Como era o dízimo usado em Israel? A Bíblia diz em Números 18:21 “Eis que aos filhos de Levi tenho dado todos os dízimos em Israel por herança, pelo serviço que prestam, o serviço da tenda da revelação.”
Cristo aprovou o dízimo. A Bíblia diz em Mateus 23:23 “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas.”
Que diz Paulo sobre como o ministério do evangelho será sustentado? A Bíblia diz em 1 Coríntios 9:13-14 “Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que servem ao altar, participam do altar? 4Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.”
Em que princípio se baseia a devolução do dízimo? A Bíblia diz em Salmos 24:1 “Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam.”
De donde vêm as riquezas? A Bíblia diz em Deuterenômio 8:18 “Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, porque ele é o que te dá força para adquirires riquezas; a fim de confirmar o seu pacto, que jurou a teus pais, como hoje se vê.”
Além do dízimo que mais devemos trazer ao Seu santuário? A Bíblia diz em Salmos 96:8 “Tributai ao Senhor a glória devida ao seu nome; trazei oferendas, e entrai nos seus átrios.”
Deus diz que quando não damos dízimos e ofertas, estamos roubando-Lhe. A Bíblia diz em Malaquias 3:8 “Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas alçadas.”
Como sugere Deus que provemos as bencãos que Ele prometeu? A Bíblia diz em Malaquias 3:10 “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós tal bênção, que dela vos advenha a maior abastança.”
Dá com alegria como quem quer agradar a Deus. A Bíblia diz em 2 Coríntios 9:7 “Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, nem por constrangimento; porque Deus ama ao que dá com alegria.”
Deus diz que o que damos deve reflectir com honestidade o que recebemos. A Bíblia diz em Deuterenômio 16:17 “Cada qual oferecerá conforme puder, conforme a bênção que o Senhor teu Deus lhe houver dado.”

Ananias e Safira foram condenados por não dar o dízimo?

A igreja primitiva em Jerusalém se mostrou generosa. Encontrou-se, no meio da igreja, um bom número de irmãos necessitados. Para suprir as necessidades desses santos, os irmãos fizeram grandes sacrifícios e ofereceram seu próprio dinheiro. Alguns, como Barnabé, venderam propriedades e doaram o dinheiro recebido (Atos 4:36-37).
A atitude louvável de discípulos como Barnabé apresentou uma tentação para irmãos carnais, como o casal Ananias e Safira. Eles também venderam uma propriedade para fazer uma contribuição à igreja. Mas no dia em que levaram sua oferta aos apóstolos, foram condenados e caíram mortos. Hoje, alguns líderes religiosos citam esse caso para exigir o dízimo, sugerindo que Ananias e sua mulher foram castigados por não dar o dízimo. Foi esse o motivo da morte deles?
Perguntas bíblicas merecem respostas bíblicas. Devemos primeiro ler o texto (Atos 5:1-11) para entender o pecado desse casal. Estes versículos nem mencionam o dízimo! Pregadores modernos que querem obrigar as pessoas a dar o dízimo não encontram nenhum apoio neste trecho.
Se Deus não exigiu o dízimo dos cristãos primitivos, qual foi o motivo de sua ira contra Ananias e Safira? A resposta se encontra nos versículos 3 e 4 – mentiram ao Senhor! Eles venderam um terreno e afirmaram que ofertaram o valor total da venda para ajudar os irmãos pobres. Eles queriam parecer pessoas generosas, mas, ao mesmo tempo, queriam ficar com uma parte do dinheiro. Decidiram mentir, dizendo que sua oferta foi o valor integral da venda do terreno.
Deus não obrigou ninguém a vender terras ou a dar o valor total de suas propriedades. Pedro reconheceu o direito de Ananias e Safira de ficar com o seu terreno: “Conservando-o, porventura, não seria teu?” (5:4). Uma vez que decidiram vender, não foram obrigados a doar o valor total. Pedro acrescentou: “E, vendido, não estaria em teu poder?” (5:4).
Ananias e Safira queriam o “crédito” por uma doação generosa, sem o sacrifício de perder todo o valor do terreno. Mentiram aos homens, e Deus cobrou!
O Novo Testamento, a aliança que governa os homens nos dias atuais, não exige que todos doem 100% de suas posses, e nem estipula 10% (o dízimo) como oferta obrigatória. Devemos contribuir ao trabalho do reino de Deus conforme a nossa prosperidade (1 Coríntios 16:2), com alegria e sinceridade (2 Coríntios 8:8; 9:7), segundo proposto no coração (2 Coríntios 9:7), com generosidade (2 Coríntios 9:11) e com um espírito de sacrifício (2 Coríntios 8:5; Filipenses 4:18).
Seguindo esses princípios, muitos discípulos de Cristo darão até mais de 10% de sua renda, mas farão as suas ofertas com alegria e por livre vontade, não pela imposição de exigências humanas. Cristãos verdadeiros que fazem parte de igrejas dedicadas ao Senhor terão prazer em participar do trabalho de Deus.

Publicado em religião | Marcado com , , | Deixe um comentário

A fofoca, calúnia e difamações na igreja

 

jesus superstar

“Pois quem quer amar a vida e ver dias felizes refreie a língua do mal e evite que os seus lábios falem dolosamente.” 1 Pd 3:10

4seasons.gif (11009 bytes)

O sentimento maior que deve existir em nossa vida é o amor a Deus (“Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento.” Mt 22.37). Quando O amamos verdadeiramente, somos constrangidos pelo Espírito Santo a uma vida de santidade e pureza, os frutos produzidos são dignos de honra e capaz de revelar ao próximo a comunhão que possuímos com o Eterno, nestas vidas está o prazer do Senhor; são abençoadas e bem-sucedidas, transbordante do poder de Deus, cheias de autoridade e capacitadas a pisarem sobre a cabeça do inimigo; são vitoriosas! De suas bocas procedem as palavras que edificam e abençoam.
Oh Senhor! Quão lamentável é enxergarmos dentro de muitas igrejas, que o amor já se apagou por completo nos corações; e, levados por toda sorte de desejos produzidos pela carne, tornaram-se frios e desprovidos de misericórdia, duros como a pedra. Com as palavras tocam no próximo promovendo a desarmonia. É o velho homem que renasce com muita força, repleto de antigos sentimentos que são comuns aos filhos das trevas. As conseqüências são as brechas abertas nos “muros” que protegem o povo de Deus, possibilitando a ação do inimigo.
Nesta mensagem quero abordar quatro aspectos do uso inconseqüente da língua, são eles:

1-Fofoca; 2- Calunia; 3- Difamação e 4- Mentira.

Devemos fazer uma profunda reflexão sobre como temos usado a língua, a usamos para bem ou para o mal?  Se o uso não é bênção, necessitamos rever o nosso proceder e nos empenharmos num processo de mudança, com o fim de moldar nosso agir, tomando a forma do Senhor Jesus e imitando-O. A santidade deve envolver todo o ser, inclusive o falar.

1 – Fofoca / Mexerico (intriga, bisbilhotice).

Quão lamentável, mas este mal está dentro das igrejas, numa freqüência muito maior do que imaginamos. É o “disse que me disse”, que tem levados muitos a servirem aos propósitos maléficos, verdadeiros instrumentos do diabo. Queridos irmãos, vigie o vosso falar, para que não incorram no erro e sejam considerados por todos como fofoqueiros e indignos de confiança. Não fale mal dos irmãos e ou dos líderes. Esta prática é condenada pelo Senhor em Sua palavra, veja os textos abaixo.

Lv 19:16 “Não andarás como mexeriqueiro entre o teu povo teu próximo. Eu sou o SENHOR.”
Pv 11:13  “O mexeriqueiro descobre o segredo, mas o fiel de espírito o encobre.”
Pv 20:19  “O mexeriqueiro revela o segredo; portanto, não te metas com quem muito abre os lábios.”
1 Tm 6:20  “E tu… evitando os falatórios inúteis…”
2 Tm 2:16  “Evita, igualmente, os falatórios inúteis e profanos, pois os que deles usam passarão a impiedade ainda maior…”
Tg 1.26  “Alguém está pensando que é religioso? Se não souber controlar a língua, a sua religião não vale nada, e ele está enganando a si mesmo.”

2 – Calúnia (Falsa imputação (a alguém) de um fato definido como crime. Mentira, falsidade, invenção.)

Meu Senhor! Infelizmente esta prática é relativamente comum dentro do arraial, frutificando a desarmonia e uma série de conseqüência, através das quais o corpo é enfraquecido e o inimigo exaltado. Povo de Deus é tempo de estarem vivendo em Espírito, e não permitam que as más ações encontrem terreno propício e finque raízes. Se tens alguma queixa contra outrem, seja espiritual e procure a pessoa, numa conversa franca e ungida resolva as pendências. Não permita que o diabo use da ocasião para afastá-lo da comunhão com o Eterno.

2Tm 3.1-3  “Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas… desafeiçoados… caluniadores…”
Tt 3. 2  “Aconselhe que não falem mal de ninguém, mas que sejam calmos e pacíficos e tratem todos com educação.”
Sl 50. 20  “Estão sempre acusando os seus irmãos e espalhando calúnias a respeito deles.”

3 – Difamar  (Tirar a boa fama ou o crédito a; desacreditar publicamente; infamar, detrair; Imputar a (alguém) um fato concreto e circunstanciado, ofensivo de sua reputação, conquanto não definido como crime. Falar mal; detrair)

O ato de difamar, lamentavelmente, é visível entre os crentes. A satisfação de muitos é observar a  vida alheia e destacar os erros, é prazeroso para estes falar da vida do próximo. Falam do pastor, dos presbíteros, diáconos, dos irmãos mais simples, bem como, dos que são afortunados; falam também dos políticos, do patrão e muitos mais. Enfim, tudo é motivo para apontar e falar. Estes semeiam a discórdia entre irmãos e são dignos de condenação eterna.
Irmão tens queixa contra o pastor? Converse com ele, em muitos casos o problema está numa má interpretação de alguma ação; haja assim para com todos os irmãos. Pastores amados, não use o púlpito para tocar numa vida, se tens alguma queixa, sente-se com ela e converse como espirituais que devem ser.

2Tm 3.1-5 “Nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.”
Tg 4.11 “Meus irmãos, não falem mal uns dos outros.”1Pe 2.1 “Portanto, abandonem tudo o que é mau, toda mentira, fingimento, inveja e críticas injustas.”
Sl 101.5  “Destruirei aqueles que falam mal dos outros pelas costas…”
Pv 16:28  “O homem… difamador separa os maiores amigos.”

4 – Mentira (Afirmar coisa que sabe ser contrária à verdade)

O velho pecado da mentira está muito atuante entre os aqueles que se professam crentes em Deus. O diabo tem plantado a idéia que é muito mais fácil falar inverdades, a fazer uso da palavra reta. A sociedade atual tem a mentira como uma necessidade no dia-a-dia, nós como servos jamais devemos compactuar com esta visão distorcida implantada pelo diabo. Nossa palavra deve ser sempre verdadeira, esta condição se aplica em todos os aspectos da vida; seja profissional, pessoal e ou religioso. Há um conceito errôneo que a mentira tem tamanho, mas, para o povo de Deus seja qual for o tamanho, constitui-se em pecado, passível, portanto de condenação.
As advertências deixadas por Deus na Bíblia quanto a este pecado são claríssimas, portanto, injustificável o seu uso, veja:

Sl 34.13  “Então procurem não dizer coisas más e não contem mentiras.”

Sl 52:3  “Amas o mal antes que o bem; preferes mentir a falar retamente.”
Pv 14:5  “A testemunha verdadeira não mente, mas a falsa se desboca em mentiras.”
João 8:44  “Vós sois do diabo, que é vosso pai, e quereis satisfazer-lhe os desejos. Ele foi homicida desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.”
Ef 4:25  “Por isso, deixando a mentira, fale cada um a verdade com o seu próximo, porque somos membros uns dos outros.”
1Pe 3.10 “Como dizem as Escrituras Sagradas: “Quem quiser gozar a vida e ter dias felizes não fale coisas más e não conte mentiras.”

Irmãos amados a finalidade desta mensagem não é acusar e tão pouco julgar, sim, um instrumento usado pelo Espírito Santo para falar a muitos corações que por inobservância dos preceitos bíblicos se deixa levar pelas coisas aparentes desta vida. Afinal, fomos resgatados das trevas para a luz, a fim de sermos servos puros e santos.

1Jo 3:8  “Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.”

…………………………………………………………………..

“vamos falar um pouco mais aberto? vou tentar explicar melhor…mas através da palavra de Deus…”

…………………………………………………………………..

“Apanhai-me as raposas, as raposinhas, que devastam os vinhedos, porque as nossas vinhas estão em flor”.

(Cantares 2:15)

A palavra de Deus nos exorta a apanhar as RAPOSINHAS, não deveríamos nos preocupar com as grandes raposas, em vez de pequenas raposinhas? Não deveríamos achar que as raposinhas são pequeninas e inofensivas?

Caçar coisas grandes é fácil, porque vemo-las rapidamente, mas as coisas pequenas muitas vezes não aparecem, ficam escondidas.

As raposinhas são o único elemento negativo no cenário da primavera.

A raposa é um animal pequeno, mas causa grandes estragos, a bíblia diz que elas devastam (DESTRUIR, ARRASAR) as vinhas que estavam em FLOR (que iam começar a dar frutos, momento da fertilidade, que está por acontecer).

As raposinhas são animais astutos (esperto), elas conseguem enganar os cães urinando para confundir o olfato deles, com isso eles se atrapalham e perdem o rastro.

As raposinhas simbolizam demônios, que por ordem de satanás querem destruir a igreja que é a vinha do Senhor.

Satanás e astuto, e ele começa a atacar a igreja com coisas PEQUENININHAS que aparentemente não causam danos.

Mas sabemos que é mentira, porque elas causam muitos estragos. Existem muitas situações que acabam invadindo as nossas vidas e a igreja, situações que às vezes não damos muita importância por serem pequeninas.

Deus quer que cada um de nós apanhe as raposinhas, está decretada a caça as raposas, e Deus tem nos dado todas as armas espirituais para vencermos todas as investidas de satanás.

1 – A FOFOCA, é uma raposinha, as pessoas normalmente não se incomodam com ela, muito pelo contrário acabam se envolvendo com ela.(MEXERICO INTRIGA). A fofoca é um veneno para a vinha, veneno estraga, mata, acaba com uma plantação. A fofoca causa aborrecimentos e inimizades (1 João 2:9-10). Todas as pessoas que rodeiam o fofoqueiro só têm um objetivo: Fazer fofoca. A fofoca mata relacionamentos (1 João 3:15).

2 – A CRÍTICA, (Examinar ou julgar censura, notar perfeição ou defeitos, dizer mal de, etc). Normalmente a crítica é fruto do ciúme e da inveja.
Marcos 7:1-9,15-23 – Estavam criticando os discípulos, estavam presos às tradições e não conseguiam enxergar as coisas novas, estavam invalidando a Palavra de Deus. – O crítico invalida a Palavra de Deus, por causa da sua cegueira espiritual.

3 – A INVEJA, não deixa a pessoa prosperar, porque ela se concentra em possuir o que pertence à outra pessoa. Leva a pessoa ao descontentamento, nunca está satisfeita com o que possui. “Seja a vossa vida livre do amor a dinheiro e contentai-vos com o que tendes; porque Deus tem dito: De maneira alguma, te deixarei, nunca jamais te abandonarei” (Hebreus 13:5).

“Estes são os caminhos de todo o que anseia pela cobiça; ela rouba a vida dos que a possuem” (Provérbios 1:19)

“Absalão lhe dizia: Olha, a tua causa é boa e justa, mas não há da parte do rei quem te ouça. E Absalão falava mais: Ah! quem me dera ser juiz na terra, para que viesse ter comigo todo o homem que tivesse demanda ou questão, para que eu lhe fizesse justiça” (2 Samuel 15:3-6) causa divisões, fofocas, intrigas.

4 – A MURMURAÇÃO, é uma queixa é um lamento.O murmurador é aquele que se queixa de tudo. Está também sempre descontente com pessoas ou situações. É um ingrato, a ingratidão leva a murmuração. Ele murmura contra a autoridade delegada por Deus (1 Samuel 8:4-7). Os murmuradores não entraram na terra prometida, não conseguiram a benção.

Temos que apanhar as raposinhas, não podemos deixar que elas devastem a vinha do Senhor

afline7.gif (2153 bytes)

“pesquisado na internet”

Publicado em religião | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

JESUS CRISTO, MEU PROTETOR, MINHA SALVAÇÃO!

Jesus Cristo,Meu Protetor!

  • Médico cirurgião: Jesus Cristo
  • Graduação: Filho De Deus
  • Fonte de Luz: O Espirito Santo
  • Seu Campo De Ação: O Coração
  • Sua Experiência: Infalível
  • Sua Casa e Consultório: Em todas as Partes
  • Sua Especialidade: O Impossível
  • Seu Instrumento: O Poder
  • Seu Favor: A Graça
  • Seu Livro De Receitas: A bíblia
  • Doença Que Cura: TODAS…
  • Preço Do Tratamento: FÉ
  • Sua Garantia: Absoluta
  • Sala De Cirurgia: O Altar
  • Seu Hospital: A Igreja
  • Sua Dieta: Oração E Jejum
  • Seus Exercícios: Boas Obras
  • Horário De Consulta: 24 Horas Por Dia

A PEDRINHA!

Confie…As coisas acontecem na hora certa.
Exatamente quando devem acontecer!
Momentos felizes, louve a Deus.
Momentos difíceis, busque a Deus.
Momentos silenciosos, adore a Deus.
Momentos dolorosos, confie em Deus.
Cada momento, agradeça a Deus.

93% das pessoas não encaminharão esse e-mail!
seja parte dos 7%

 

Recebi esta mensagem por email e apesar de não saber a fonte desta, venho compartilha-la com voces. Deus é um Deus de amor e de fidelidade. As vezes passamos por momentos que não entendemos onde esta o amor e a fidelidade de Deus, e achamos que Deus se esqueceu de nós. Começamos a nos preocupar, a ficar aflitos e entramos em total desespero com o “montão” de duvidas que surgem em nossos pensamentos e principalmente no nosso coração.
A falta de entendimento na vida de um Cristão ,perante uma situação, difícil não pode gerar engratidão, ansiedade, duvidas sobre Deus ou preocupações. Apesar de ser dificil evitar tais sentimentos, temos que lembrar que nossas forças são renovadas no Senhor e é Ele que está no controle de todas as coisas. Devemos ser Gratos e continuar buscando a Deus! Não pare, não desanime lembre-se que voce não conhece todas as coisas, mas Deus sim! CONFIE NELE E ENTREGUE TUDO NAS MÃOS DELE.Se voce está aflito, ansioso, preocupado, desanimado, com dúvidas e ou perdido, peça a Ele que que te liberte e te perdoe de todos esses sentimentos, reconheça que só Ele é capaz de trazer justiça e salvação a sua vida. Peça que a VONTADE DELE se cumpra em sua vida. ( a vontade de Deus é BOA, PERFEITA e AGRADAVEL )

OBS: A PIOR BATALHA É AQUELA QUE DESISTIMOS DE LUTAR! DEUS quer te erguer, te dar forçar , te renovar ,quer ser seu amigo! LUTE , CONFIE pois em JESUS não somos apenas vencedores mas sim, MAIS DO QUE VENCEDORES!

NÃO ANDEIS ANSIOSOS DE COISA ALGUMA; EM TUDO, PORÉM, SEJAM CONHECIDAS, DIANTE DE DEUS, AS VOSSAS PETIÇÕES, PELA ORAÇÃO E PELA SÚPLICA, COM AÇÕES DE GRAÇAS. E A PAZ DE DEUS, QUE EXCEDE TODO O ENTENDIMENTO, GUARDARÁ O VOSSO CORAÇÃO E A VOSSA MENTE EM CRISTO JESUS.

“Filipenses 4:6-7”

“Que a Paz do Senhor venha sobre a sua vida!

Estarei orando por voces!!!”



Publicado em momentos de reflexões, frases e provérbios árabes, palavra amiga | Marcado com , , , , , | 3 Comentários

momento de reflexão

angel2.gif (879 bytes)

angel4.gif (685 bytes)angel6.gif (949 bytes)

“O vencedor e o perdedor”

Um vencedor é sempre parte da resposta

Um perdedor é sempre parte do problema
Um vencedor possui sempre um programa
Um perdedor possui sempre uma desculpa
Um vencedor diz “Deixe-me ajudá-lo”
Um perdedor diz “Não é minha Obrigação”
Um vencedor vislumbra uma resposta
para cada problema.
Um perdedor vê todos os problemas,
sem Resposta
Um vencedor diz “Pode ser dificil, mas
não impossivel”
Um perdedor diz “pode ser possivel,
mas é dificil”.
Um vencedor entende que sem Deus
não poderá encontrar-se com o melhor,
e o melhor para um vencedor é estudar e compreender as escrituras sagradas para assim sua Vida ter um sentido.

Um perdedor apenas crer em Deus, um deus pobre em sabedoria, um deus com letras minúsculas na sua escrita…que pode viver sempre baseado em seus recursos próprios e seu orgulho pessoal, sem sentido.

Recomece Sempre. Observe a natureza…

Tudo nela é recomeço.
No lugar da poda surgem os brotos novos.
Com a água, a planta viceja novamente (renasce).
Nada pára.
A própria terra se veste diferentemente todas as manhãs.
Isso acontece também conosco.
A ferida cicatriza.
A dores desaparecem.
A doença é vencida pela saúde.
A calma vem após o nervosismo.
O descanso restitui as forças.
Recomece.
Anime-se.
Se preciso, faça tudo novamente.

mas antes de tudo, busque a tão sonhada sabedoria nas escrituras sagradas, assim você saberá o que significa ter fé, ter um Deus verdadeiro.

Um Deus único que te ama verdadeiramente e infinitamente. Descobrira que existe um Deus Onisciente, Onipotente e onipresente.

dentro das escrituras sagradas voce sera tambem sagrado, porque o seu corpo sera o templo do Espirito Santo! E você sentira o refrigero em sua linda vida!

recomece sim…anime-se sim…

faça tudo novamente sim…vale a pena!
Assim, é a VIDA!

angel1.gif (6499 bytes)

floral-barline10.gif (7965 bytes)

“Hoje é o seu dia!”

Você se preparou para viver o dia de hoje?

As coisas mais importantes da vida somente são valorizadas depois que passam ou se as perdem.

A saúde, o sono, a razão, os fenômenos digestivos, os órgãos dos sentidos, os movimentos, são tesouros colocados por Deus a seu serviço.

Portanto, cuidado com esses tesouros.

Está disposto a recomeçar hoje aquele projeto que fracassou ontem?

O aparente fracasso é a forma pela qual a divindade ensina você a corrigir a sua maneira de atuar, facultando-lhe repetir a experiência com mais sabedoria.

A vida é constituída de lições que se repetem até se fixarem corretamente.

Hoje você tem problemas para resolver que parecem insolúveis?

Considere o seguinte:

Primeiro: ninguém vai resolvê-los por você.

Segundo: você só vai resolvê-los se se dispuser a enfrentá-los.

Terceiro: é preciso equacionar os seus problemas, um de cada vez, até resolvê-los todos.

Quarto: não sobrecarregue os outros com as suas queixas, reclamações e problemas.

Você sentiu uma ponta de mau humor hoje?

Lembre-se: a irritação é o “espinho” cravado nas “carnes” da emoção, que deve ser retirado.

Quanto mais permanece, mais piora o estado de quem o conduz, gerando “infecções” duradouras e perniciosas.

Está na iminência de se desesperar?

Lembre-se, ainda:

O homem deve treinar coragem e resignação. Sem esses valores ele permanece criança espiritual.

Deixe-se conduzir pelas ocorrências que não pode mudar, e altere com amor aquelas que irão lhe beneficiar.

Deus é Pai misericordioso e vela por você.

Você se exercitou para o perdoar hoje?

O perdão real é sempre acompanhado pelo esquecimento do mal recebido. Quem guarda rancor, coleciona lixo moral.

Você já abraçou seu filho hoje, dizendo-lhe o quanto o ama?

Eles necessitam de oportunidade e de amor para alcançar o triunfo. Abençoa o seu filho com as suas palavras e conduta, fazendo-se amigo dele em todas as situações.

Você já orou hoje?

Não desconsidere o valor da oração. O corpo necessita de alimento adequado para manter-se. Assim também o espírito, que é a fonte de vitalização da matéria.

Na prática, você é o senhor da sua cabeça e do seu dia. Você decide como gostaria que hoje fosse.

Decida e trabalhe por isso. Quem quer faz, não manda fazer.

A água não ocupa mais espaço do que realmente necessita. Por isso equivale à moderação.

Nesses dias agitados, a angústia caminha com o homem disfarçada de medo, de ansiedade, de sentimento de culpa.

Naturalmente, as pressões a que todos estamos sujeitos respondem por tal situação.

A ansiedade pelo prazer exorbitante frustra; os fatores agressivos amedrontam, e a timidez encontra uma forma de levar ao complexo de autopunição.

Afaste da mente esses fantasmas responsáveis por males inumeráveis.

Você é filho de Deus, por ele amado, protegido e abençoado.

Não se afaste de suas leis e se se enganar em alguma ocasião, ao invés de se entregar a conflitos desnecessários, retorna ao caminho do dever, sem receio algum.

Lembre-se sempre da afirmativa de Jesus: “eu sou o caminho, a verdade e a vida.”

Lembre-se, ainda: hoje é o dia! O seu dia!

Pense nisso!

Muitas enfermidades do corpo procedem do espírito danificado pelos conflitos da emoção ou pelo ácido das imperfeições morais.

Não bastará dormir, dar descanso ao corpo, se você permanecer emocionalmente inquieto, ansioso!

Pense nisso e aproveite bem o dia de hoje, que é o seu dia.

flowrbar.gif (9099 bytes)

“A bagagem”

Existe um personagem de desenhos animados infantis que tem um certo toque de mistério e magia.
Seu nome é Gato Félix. A todo lugar que vá, ele leva a sua maleta. É uma maleta especial, pequena. E tudo o que ele deseja, tira da dita maleta. Se for hora do lanche, ele encontra frutas, sanduíches e sucos. Se necessitar fazer um conserto, as ferramentas lá estão. Sempre as certas e precisas.

Se chover de repente, basta abrir a maleta para encontrar capa, guarda-chuva, botas. E assim em qualquer situação.

Cada um de nós também possui uma pequena mala de mão, em nossa vida, mais ou menos parecida com a do personagem infantil.

Quando a vida começa, temos em mãos a pequena mala. À medida que os anos passam, a bagagem, dentro dela, vai aumentando.

É que vamos colocando tudo o que recolhemos pelo caminho. Algumas coisas muito importantes. Outras, nem tanto. Muitas, dispensáveis.

Chega um momento em que a bagagem começa a ficar insuportável de ser carregada. Pesa demais.

Nesse momento, o melhor mesmo é aliviar o peso, esvaziar a mala.

Você examina o conteúdo e vai pondo para fora.

Amor, amizade. Curioso, não pesam nada.

Depois você tira a raiva. Como ela pesa! Na seqüência, você tira a incompreensão, o medo, o pessimismo.

Nesse momento, você encontra o desânimo. Ele é tão grande que, ao tentar tirá-lo, ele é que quase o puxa para dentro da mala.

Por fim, você encontra um sorriso. Bem lá no fundo, quase sufocado.

Pula para fora outro sorriso. E mais outro. Aí você encontra a felicidade.

Mas ainda tem mais coisas dentro da mala. Você remexe e encontra a tristeza. É bom jogá-la fora.

Depois, você procura a paciência dentro da mala. Vai precisar bastante dela.

E também procura a força, a esperança, a coragem, o entusiasmo, o equilíbrio, a responsabilidade, a tolerância e o bom e velho humor.

A preocupação que você encontrar, deixe de lado. Depois você pensa no que fazer com ela.

Bem, agora que você tirou tudo da sua mala, deve arrumar toda a bagagem.

Pense bem no que vai colocar lá dentro de novo. Isso é com você.

E depois de toda a bagagem pronta, o caminho recomeçado, lembre de repetir a arrumação vez ou outra.

O caminho é longo até chegar ao final da jornada, e você terá que carregar a mala o tempo todo.

E quando chegar do outro lado, é bom que em sua bagagem tenha o máximo de coisas positivas, como boas obras, amizades, carinho, amor.

Porque isso tudo não pesa na sua bagagem, enquanto na terra. Mas quando for colocada na balança da justiça, para além da existência física, pesará e muito, positivamente. ***

A vida é uma grande viagem. Durante um tempo excursiona-se pelas paisagens terrenas.

É um período para estudar, trabalhar, progredir.

Um dia, retorna-se para a estação espiritual. É o momento de contar as conquistas e as perdas. Os erros e os acertos.

Que a nossa bagagem, nesse dia, possa estar repleta de virtudes, o bem praticado, afetos conquistados para nossa própria e grande felicidade.
floral-barline5.gif (6805 bytes)

“Dicas para viver com entusiasmo!”

1- Afastar-se de fatos e pessoas negativas e negadoras.
Cuidado com as notícias ruins, afasta-se delas.
2- Aceitar e valorizar a cultura interna positivamente.
3- Não reclamar e não falar mal dos outros.(cuide de sua vida primeiro)
4- Cultivar a alegria e o riso, o bom humor.
5- Iluminar mais o seu ambiente de trabalho ou a sua casa. A escuridão traz a depressão.
6- Ser alguém sempre pronto a colaborar.
7- Surpreender as pessoas com “momentos mágicos”.
8- Andar bem vestido, limpo e perfumado. Gostar de sua imagem.
9- Fazer tudo com sentimento de perfeição, prestando atenção aos detalhes.
10- Agir prontamente. “Faça isso agora”.

“Nunca deixe nada para depois…o “depois” é atraso de vida”, de novo passa a ser “coisa velha” e tudo o que guardamos de velho cheira a mofo…ao passado…

……………………………………………………..

“A caixa de pandora”

Conta a mitologia grega que, no início da Criação, o Titã Prometeu foi designado pelos deuses para organizar a matéria em confusão, dando origem à natureza e às demais formas de vida animal.
Prometeu, no entanto, pediu ao seu irmão que cuidasse de tudo.

Depois de organizar a Terra, o ar e as águas, fez o homem. E porque os homens se sentissem muito sós, com a ajuda dos demais deuses, criou a mulher.

Casou-se com a primeira linda mulher que criou, a quem chamou Pandora.

Disse à sua esposa que tudo o que existia em seu reino pertencia a ela também, e que ela poderia usufruir de tudo, mas não poderia tocar numa caixa que ele guardava num dos cantos do quarto.

Dizer a Pandora que não a tocasse, foi o suficiente para lhe despertar a curiosidade. No primeiro momento em que ela se viu só, na enorme mansão, buscou a caixa e a abriu.

Assim que levantou a tampa do baú, saíram de sua intimidade as misérias mais variadas.

Misérias físicas como a lepra, a gota, as enxaquecas, o câncer, entre outros males, que estavam fechados, escaparam e se disseminaram sobre a Humanidade inteira.

A inveja, a cólera, o orgulho, o egoísmo, misérias morais que também estavam guardadas, se espalharam por todos os cantos da Terra.

Pandora, assustada, fechou a caixa imediatamente, sem se dar conta de que no fundo estava guardada a esperança.

Os homens, assustados com tantas misérias morais e físicas que pairam sobre a Humanidade, pensam que Deus se esqueceu do gênero humano, relegando-o à própria sorte.

No entanto, ainda resta para todos nós a esperança.

Um dia, num país distante, a esperança se vestiu de homem e surgiu como um sol para reverter a situação da Humanidade sofrida.

Ficou conhecido como Jesus, o Cristo.

Mas, descuidada, boa parte dos homens somente O consegue ver como um derrotado, vencido na cruz do martírio, sem chance de ajudar.

Esquecidos de que Ele rompeu a lápide do túmulo e surgiu vivo, afirmando para quem O quisesse ouvir:

“Eu estou aqui.” E em outra oportunidade afirmou: “Nunca estareis a sós.”

* * *

Jesus continua vivo e velando pela Humanidade inteira a quem chamou de Seu rebanho.

Qual raio de esperança, surgiu trazendo a mensagem da Boa Nova e a espalhou por todo o planeta.

Falou-nos do Reino de Deus. Cantou as Bem-aventuranças eternas. E jamais se teve notícias de que Ele se tenha deixado contaminar pelas misérias humanas.

Jesus, portanto, é a mensagem viva de esperança. Vive e vela por nós.

São dEle estas palavras: “Vinde a mim vós que estais cansados, que Eu vos aliviarei.”

Se as misérias físicas e morais estão se tornando insuportáveis, abramos a nossa Caixa de Pandora e deixemos sair dela a Grande Esperança:

Jesus!

* * *

Não há mal que dure para sempre.

O deserto de Atakama, o mais árido do Mundo, situado no Chile, ao receber as primeiras gotas de água refrescante, após quase um século sem chuvas, em pouco tempo fica recoberto de lindas flores multicoloridas.

Assim também acontece com as almas mais empedernidas. Ao se abrirem para receber os primeiros raios do Sol das Almas, Jesus, mudam a paisagem ressecada, para se tornarem campos floridos, espalhando bênçãos por onde passem.
floral-barline5.gif (6805 bytes)

“E difícil definir amigo…”

Amigo é quem lhe dá um pedacinho do chão, quando é de terra firme que você precisa, ou um pedacinho do céu, se é o sonho que lhe faz falta.

Amigo é mais que ombro amigo, é mão estendida, mente aberta, coração pulsante, costas largas.

É quem tentou e fez, e não é egoísta para não querer compartilhar o que aprendeu.

É aquele que ajuda e não espera retorno, porque sabe que o ato de compartilhar um instante qualquer já o realimenta e satisfaz.

Amigo é quem entende seu sentimento porque já sentiu, ou um dia vai sentir, o mesmo que você.

Um amigo é compreensão para o seu cansaço e complemento para as suas reticências.

É aquele que entende seu desejo de voar, de sumir de vez em quando, sua sede de inovar sempre.

É ao mesmo tempo espelho que o reflete, e óleo derramado sobre suas águas agitadas.

O amigo se compadece pelos seus erros, e vibra com o seu sucesso. É o sol que seca suas lágrimas, é a polpa que adocica ainda mais o seu sorriso.

Amigo é aquele que toca suas feridas com mãos de veludo; acompanha suas vitórias com euforia e faz piada para amenizar seus problemas.

Amigo é aquele que sente medo, dor, náusea, cólica, e chora, como você. E, se pudesse, sofreria no seu lugar.

Um amigo sabe que viver é ter história para contar.

É quem sorri para você sem motivo aparente, sofre com seu sofrimento, e é o padrinho natural dos seus filhos.

É aquele que encontra para você aquilo que nem você sabia que buscava.

Amigo é quem lhe envia cartas, esperadas ou não, pequenos bilhetes em sala de aula, mensagens eletrônicas emocionadas.

É aquele que lhe ouve ao telefone mesmo quando a ligação parece caótica, com o mesmo prazer e atenção que teria se estivesse olhando em seus olhos.

Amigo é aquele que entende o que seus olhos dizem, sem precisar de palavras.

É aquele que adivinha seus desejos, seus disfarces, suas alegrias, e percebe seus medos.

Amigo é quem aguarda pacientemente que surja aquele brilho no seu olhar e se entusiasma quando o vê surgir. É quem tem sempre uma palavra sob medida quando seus olhos se cobrem de lágrimas. E é também aquele que sabe quando você está lutando para sufocá-las na garganta.

Amigo é como lua nova, é como a estrela mais brilhante, é luz que se renova a cada instante, com múltiplas e inesperadas cores, que cabem todas na sua íris.

Amigo é verdade e razão, sonho e sentimento…

Amigo é aquele que lhe diz: “eu amo você” sem qualquer medo de má interpretação.

Enfim, amigo é quem ama você e ponto final.

***

As doações de amizade pura enriquecem os companheiros de jornada.

Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.

Ter amizade é ter coração que ama e esclarece, que compreende e perdoa, nas horas mais amargas da vida.

Por tudo isso, estendamos os benditos recursos da amizade real onde a discórdia tenta espalhar o escuro domínio que lhe é próprio.

4seasons.gif (11009 bytes)

“A escolha é sua”

Você já ouviu, alguma vez, falar de livre-arbítrio?
Livre-arbítrio quer dizer livre escolha, livre opção.
Em todas as situações da vida, sempre temos duas ou mais possibilidades para escolher.
E a cada momento a vida nos exige decisão. Sempre temos que optar entre uma ou outra atitude.
Desde que abrimos os olhos, pela manhã, estamos optando entre uma atitude ou outra.
Ao ouvir o despertador podemos escolher entre abrir a boca para lamentar por não ser nosso dia de folga ou para agradecer a Deus por mais um dia de oportunidades no corpo físico.
Ao encontrar o nosso familiar que acaba de se levantar, podemos escolher entre resmungar qualquer coisa, ficar calado, ou desejar, do fundo da alma, um bom dia.
Quando chegamos ao local de trabalho, podemos optar entre ficar de bem com todos ou buscar o isolamento, ou, ainda, contaminar o ambiente com nosso mau humor.
Um médico que trata de pacientes com câncer, conta que as atitudes das pessoas variam muito, mesmo em situações parecidas.
Diz ele que duas de suas pacientes, quase da mesma idade, tiveram que extirpar um seio por causa da doença.
Uma delas ficou feliz por continuar viva e poder brincar com os netos, a outra optou por lamentar pelo seio que havia perdido, embora também tivesse os netos para curtir.
Assim também acontece conosco quando alguém nos ofende, por exemplo. Podemos escolher entre revidar, calar ou oferecer o tratamento oposto. A decisão sempre é nossa.
O que vale ressaltar é que nossas atitudes produzirão efeitos como consequência. E esses efeitos são de nossa total responsabilidade.
Isso deve ser ensinado aos filhos desde cedo. Caso a criança escolha agredir seu colega e leve uns arranhões, deverá saber que isso é resultado da sua atitude e, por conseguinte, de sua inteira responsabilidade.
Tudo na vida está sujeito à lei de causa e efeito: para uma causa positiva, um efeito positivo, para uma atitude infeliz, o resultado correspondente.
Se você chega no trabalho bem humorado, alegre, radiante, e encontra seu colega de mau humor, você pode decidir entre sintonizar na faixa dele ou fazer com que ele sintonize na sua.
Você tem ainda outra possibilidade de escolha: ficar na sua.
Todavia, de sua escolha dependerá o resto do dia. E os resultados lhe pertencem.
Jesus ensinou que a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória.
Pois bem, nós estamos semeando e colhendo o tempo todo. Se plantamos sementes de flores, colheremos flores, se plantamos espinheiros, colheremos espinhos. Não há outra saída.
Mas o que importa, mesmo, é saber que a opção é nossa. Somos livres para escolher, antes de semear. Aí é que está a Justiça Divina.
Mesmo as semeaduras que demoram bastante tempo para germinar, um dia darão seus frutos.
São aqueles atos praticados no anonimato, na surdina, que aparentemente ficam impunes. Um dia, ainda que seja numa existência futura, eles aparecerão e reclamarão colheita.
Igualmente os atos de renúncia, de tolerância, de benevolência, que tantas vezes parecem não dar resultados, um dia florescerão e darão bons frutos e perfume agradável.
É só deixar nas mãos do Jardineiro Divino, a quem chamamos Deus.
A hora seguinte será o reflexo da hora atual.
O dia de amanhã trará os resultados do dia de hoje.
As existências futuras lhe devolverão a herança que hoje lhes entrega.
É assim que vamos construindo nossa felicidade ou a nossa desdita, de acordo com a nossa livre escolha, com o nosso livre-arbítrio.
Pensemos nisso!

flowrbar.gif (9099 bytes)

“A arte de resolver conflitos”

O trem atravessava sacolejando os subúrbios de Tóquio numa modorrenta tarde de primavera.
Um dos vagões estava quase vazio: apenas algumas mulheres e idosos e um jovem lutador de Aikidô. O jovem olhava, distraído, pela janela, a monotonia das casas sempre iguais e dos arbustos cobertos de poeira.
Chegando a uma estação as portas se abriram e, de repente, a quietude foi rompida por um homem que entrou cambaleando, gritando com violência palavras sem nexo.
Era um homem forte, com roupas de operário. Estava bêbado e imundo. Aos berros, empurrou uma mulher que carregava um bebê ao colo e ela caiu sobre uma poltrona vazia. Felizmente nada aconteceu ao bebê.
O operário furioso agarrou a haste de metal no meio do vagão e tentou arranca-la. Dava para ver que uma das suas mãos estava ferida e sangrava.
O trem seguiu em frente, com os passageiros paralisados de medo e o jovem se levantou. O lutador estava em excelente forma física. Treinava oito horas todos os dias, há quase três anos.
Gostava de lutar e se considerava bom de briga. O problema é que suas habilidades marciais nunca haviam sido testadas em um combate de verdade. Os alunos são proibidos de lutar, pois sabem que Aikidô “é a arte da reconciliação. Aquele cuja mente deseja brigar perdeu o elo com o universo.
Por isso o jovem sempre evitava envolver-se em brigas, mas no fundo do coração, porém, desejava uma oportunidade legítima em que pudesse salvar os inocentes, destruindo os culpados.
Chegou o dia! Pensou consigo mesmo. Há pessoas correndo perigo e se eu não fizer alguma coisa é bem possível que elas acabem se ferindo.
O jovem se levantou e o bêbado percebeu a chance de canalizar sua ira.
Ah! Rugiu ele. Um valentão! Você está precisando de uma lição de boas maneiras!
O jovem lançou-lhe um olhar de desprezo. Pretendia acabar com a sua raça, mas precisava esperar que ele o agredisse primeiro, por isso o provocou de forma insolente.
Agora chega! Gritou o bêbado. Você vai levar uma lição. E se preparou para atacar.
Mas, antes que ele pudesse se mexer, alguém deu um grito: Hei!
O jovem e o bêbado olharam para um velhinho japonês que estava sentado em um dos bancos. Aquele minúsculo senhor vestia um quimono impecável e devia ter mais de setenta anos…
Não deu a menor atenção ao jovem, mas sorriu com alegria para o operário, como se tivesse um importante segredo para lhe contar.
Venha aqui disse o velhinho, num tom coloquial e amistoso. Venha conversar comigo insistiu, chamando-o com um aceno de mão.
O homenzarrão obedeceu, mas perguntou com aspereza: por que diabos vou conversar com você?
O velhinho continuou sorrindo. O que você andou bebendo? Perguntou, com olhar interessado.
Saquê rosnou de volta o operário e não é da sua conta!
Com muita ternura, o velhinho começou a falar da sua vida, do afeto que sentia pela esposa, das noites que sentavam num velho banco de madeira, no jardim, um ao lado do outro. Ficamos olhando o pôr-do-Sol e vendo como vai indo o nosso caquizeiro, comentou o velho mestre.
Pouco a pouco o operário foi relaxando e disse: é, é bom. Eu também gosto de caqui…
São deliciosos concordou o velho, sorrindo. E tenho certeza de que você também tem uma ótima esposa.
Não, falou o operário. Minha esposa morreu.
Suavemente, acompanhando o balanço do trem, aquele homenzarrão começou a chorar.
Eu não tenho esposa, não tenho casa, não tenho emprego. Eu só tenho vergonha de mim mesmo.
Lágrimas escorriam pelo seu rosto.
E o jovem estava lá, com toda sua inocência juvenil, com toda a sua vontade de tornar o mundo melhor para se viver, sentindo-se, de repente, o pior dos homens.
O trem chegou à estação e o jovem desceu. Voltou-se para dar uma última olhada. O operário escarrapachara-se no banco e deitara a cabeça no colo do velhinho, que afagava com ternura seus cabelos emaranhados e sebosos.
Enquanto o trem se afastava, o jovem ficou meditando…
O que pretendia resolver pela força foi alcançado com algumas palavras meigas.
E aprendeu, através de uma lição viva, a arte de resolver conflitos.

4seasons.gif (11009 bytes)

“A fome maior”

Uma grande mobilização existe em nosso  país, e no mundo, com o intuito de acabar com a fome.
Fala-se a todo momento em fome zero. Todos se mobilizam no ideal de saciar a fome dos corpos. Ação mais do que justa.
O assunto, contudo, não é novo. O problema da fome sempre rondou a humanidade, em épocas variadas.
Na obra Plenitud, de autoria de amado nervo, existe um capítulo intitulado “todos têm fome” e que comenta, mais ou menos o seguinte: “neste orbe, todos têm fome: fome de pão, fome de luz, fome de paz, fome de amor.
Este é o mundo dos famintos. A fome de pão, melodramática e ruidosa, é a que mais comove, porém não é a mais digna de comiseração.
Existe a fome de amor. Muitos desejam ser amados, ter alguém que os queira e passam pela vida sem ninguém que lhes conceda uma migalha de carinho.
Há os famintos de luz. Espíritos que anseiam por conhecimentos e não conseguem ter a sua fome atendida.
Finalmente, a fome de paz que atormenta a quantos trazem os pés e o coração a sangrar.”
Muita sabedoria encerra esta página. A fome do corpo é uma só. Mas a fome do espírito apresenta várias faces, cada uma de efeitos mais alarmantes.
A fome de pão atinge somente o indivíduo. Não contamina a terceiros. As outras espécies de fome generalizam suas conseqüências e comprometem a coletividade.
A fome de amor, de luz e de paz fomenta muitas tragédias.
Quem não se sente amado, quem não tem luz e nem paz é a criatura que se torna manchete como promotora de crimes terríveis.
O crime, nos seus aspectos mais variados, resulta de uma falha moral, de um nível baixo de espiritualidade, de um desequilíbrio psíquico.
A grande solução está na educação convenientemente compreendida e ministrada. Educação que se volta para o ser espiritual.
Desta forma, a humanidade encontrará a sua solução na educação.
Educar a criança é semear o bom grão. É preparar uma nova sociedade. É criar um mundo novo onde habitará a justiça.
Um mundo onde reinará a solidariedade, garantindo o pão para todos.
Um mundo de fraternidade que a todos oferecerá ensejo de revelar suas capacidades.
É tempo de investir na transformação do indivíduo. É tempo de deixar de permanecer alheios ao processo cuja eficácia é indiscutível na melhoria individual e social: a educação.
Cabe-nos, assim, o engajamento nessa luta contra a fome.
Voltemos nossa atenção para a escola. Eduquemos a criança no lar, desde pequena.
Naturalmente, é um projeto à longo prazo. Trata-se do preparo e cultivo do solo que, após os devidos cuidados, produzirá frutos de acordo com a sementeira feita.
Pense nisso!
Para atender a fome do corpo, basta um pedaço de pão.
Para atender a fome generalizada do ser humano, necessária se faz a luz da razão, que espanca as sombras de quem avança em sofrimento ou limitação.
E educação é o desenvolvimento harmônico de todas as faculdades do espírito, para que este se torne luz, adquira paz e exercite o amor.

daisylin.gif (3243 bytes)

“A mentira”

Primeiro de abril. Dia da mentira. Dia de fazer brincadeiras com colegas e amigos. Dia de passar trotes. Dia dos bobos. 

 Tantas denominações para um mesmo efeito. É o dia em que até mesmo pessoas ditas sérias se dão ao prazer de armar pequenas ciladas para expor ao ridículo os que dizem ser seus amigos.
O fato não é novo. Mas nem por isso deixa de ser desagradável. E para muitos, até constrangedor.
Já houve manchetes mentirosas nesse dia. Desmentidas no seguinte.
O que se pretende é dar boas risadas às custas dos outros. O que não nos damos conta, quando agimos desta forma leviana, é que podemos provocar problemas de saúde em alguém.
Quantas pessoas estão atravessando sérias dificuldades financeiras, lutando para pagar suas dívidas e são surpreendidas por um telefonema informando que seu cheque foi devolvido por falta de fundos.
Ou existe um título protestado em seu nome. Está no jornal, na lista dos protestos, diz o informante.
Outros são surpreendidos com a notícia de que devem comparecer a tal empresa para uma entrevista.
Esperançosos, os desempregados se dirigem para o local citado. Para descobrirem que perderam tempo e o dinheiro da passagem.
Não há nenhum emprego a vista. Por vezes, nem empresa. O endereço todo é falso.
Brincadeiras perigosas. Trotes que comprometem. Brinca­-se com sentimentos e situações de pessoas, muitas vezes, em desespero.
Já paramos para pensar alguma vez o que pode acarretar uma falsa notícia? Boa ou má?
E se a pessoa que a recebe sofrer de problemas cardíacos e vier a ter uma dificuldade maior?
Quantos sustos em telefonemas a cobrar, em que quem recebe fica com o coração aos saltos, pois naqueles breves segundos da mensagem gravada que antecede a identificação, mil pensamentos passam pela mente.
Quem será? O irmão viajando? Terá se acidentado? A mãe doente? Terá piorado seu estado de saúde?
A filha que já deveria ter chegado? Que terá acontecido?
Desgastes e mais desgastes. Por nada. Tudo brincadeira. Coisa de quem não tem nada mais sério para fazer. Nem mais importante.
Somos responsáveis por tudo que nos outros provocamos.
Não se brinca com sentimentos, apreensões, ansiedades. O envolvido pode não resistir ou lhe podemos provocar séria lesão física ou moral.
Ocupemos o nosso tempo com tudo que é construtivo. Com o que possa diminuir problemas para os outros.
Preocupemo-nos pelo bem estar do nosso amigo, colega, irmão. Não lhe aumentemos a carga de dificuldades, já por si tão pesada.
Usemos a nossa palavra para divulgar as coisas boas, alegres, que orientam e felicitam.
Usemos o telefone com responsabilidade. É instrumento de auxílio, trabalho, jamais de brincadeiras tolas ou levianas.
Bilhetes, cartas e cartões que geram expectativas que jamais se concretizarão, não deverão ser por nós escritos.
A palavra impressa deve ser conduzida para as boas coisas. Nunca a divulgação da mentira ou do trote.
Não busquemos alegrias passageiras, risadas bobas em troca da paz, da tranqüilidade e da harmonia de outras pessoas, mesmo que sejam aquelas da nossa mesma idade, do mesmo rol de interesses.
Há tantas formas sadias de promover alegria, sem se servir de tolices, trotes e brincadeiras de mau gosto.
Você sabia?
…que foi na véspera do dia 1º de abril de 1848 que os fenômenos mediúnicos, em uma pequena vila do Estado de Nova York, se apresentaram de tal forma que chamaram a atenção do Mundo?
Eram arranhaduras no interior da madeira, pancadas através das quais um Espírito respondia às questões de duas meninas: Kate e Margareth.
O vilarejo chamava-se Hydesville, no Condado de Rochester.
E você sabia que as meninas pertenciam a uma família de sobrenome Fox?
E que na noite/madrugada em que os fenômenos atingiram o auge, vizinhos e curiosos a eles assistiram?
No dia 1º de abril foram em torno de 350 as pessoas presentes.
Pensamento
Palavra é talento. Utiliza a tua palavra para produzir alegria, tranqüilidade e paz.
A palavra nobre sustenta para sempre.

daisylin.gif (3243 bytes)

“minha religião”

Assistindo a um programa de entrevista na televisão, registramos um fato interessante.
O repórter estava entrevistando um ex-jogador de futebol que foi contemporâneo de Pelé, Garrincha, e outros mestres do esporte.
A entrevista transcorria de maneira agradável, pois o repórter conduziu a conversa fazendo correlação entre o futebol e a vida cotidiana.

Em vários momentos o entrevistado deixou transparecer a sua boa conduta perante a vida.Era um jogador exemplar; um esposo dedicado e fiel; um pai amável e companheiro; não era dado a farras e bebedeiras; sempre foi benquisto pelos colegas de profissão.
Em cada item desses, o repórter questionava: “por que você age assim?” E ele respondia: “é por causa da minha religião.”Os valores expressados pelo desportista causavam agradável impressão ao telespectador.
O seu exemplo de vida certamente despertou a curiosidade de muitos, para saber qual era a religião que ele professava.O repórter, como que captando a curiosidade geral, fez a pergunta tão esperada: “e qual é a sua religião?”
Para surpresa de todos, o ex-jogador disse convicto: “minha religião, é que eu não tenho religião. Como sei que a minha vida vai acabar no túmulo, quero deixar para meus familiares uma boa imagem, um bom exemplo.”O que mais nos impressionou no depoimento daquele homem, foi a sua disposição firme de ser honrado, nobre, digno, mesmo acreditando que sua vida acaba no túmulo.
Podemos dizer que seu exemplo deve provocar sérias reflexões naqueles que professam uma religião, que acreditam na imortalidade da alma, que têm fé em Deus, e não agem como tal.Alguns acreditam, sinceramente, que o fato de seguirem esta ou aquela religião, basta para que tenham sua felicidade futura garantida. Para que tenham um lugar de destaque no além.
No entanto, podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que o que importa para as leis divinas, não é a bandeira religiosa que se ostenta, mas as obras realizadas.

As leis de Deus darão a cada um segundo as suas obras. Nada mais. Nada menos. Se assim não fosse, não seria justo. E Deus é a suprema justiça.
A religião, portanto, é um meio para que se atinja um fim, que é o aperfeiçoamento do ser humano.

Se a missão das religiões é ocupar-se com a alma, conduzindo-as a Deus, podemos concluir que a melhor religião é a que maior número de homens de bem fizer, e menos hipócritas.
Se a pessoa tem boa índole e não deseja se vincular a esta ou aquela religião, não deixará de entrar no reino dos céus, pois o reino dos céus, como afirmou Jesus, está dentro de nós, e não fora.

No caso do ex-jogador, sua religião é a sua própria consciência. E sua consciência é uma bússola segura.
De tudo isto podemos concluir que mais importante do que ter uma religião, é ser um homem de bem.

Não queremos dizer com isto que não existam e não existirão homens de bem no seio das religiões, isso não.
A história registrou e ainda registrará grandes vultos no meio religioso. Homens livres para amar a todos, sem barreiras nem preconceitos.

O homem verdadeiramente livre e bom entende que nós somos todos filhos de Deus.
Quando praticarmos o amor ao próximo como a nós mesmos cumpriremos o nosso objetivo na terra.
Uma grande família; uma família que se abraça mais, e sabe respeitar a todos independente de credo, raça e condição social.

Quando o amor nortear nossas vidas, não precisaremos mais lutar e matar em nome de Deus. Estaremos mais fortes para enfrentar outros tipos de desafios; respiraremos ares de paz e união.
Pense nisso

Procure ser melhor hoje do que foi ontem, e melhor amanhã, do que está sendo hoje.
Seja um homem de bem, tentando acertar o máximo que puder para que, quando alguém lhe perguntar qual a sua religião, você possa responder: “a minha religião é o amor.”
Pense nisso!

Eu te pergunto agora…porque você vai a igreja, comungar sabendo que ali esta o corpo de cristo…o sangue de cristo…representado pelo hóstia e pelo vinho, se você entra e sai da igreja depois de assistir a uma missa, depois de ter ouvido a palavra de Deus, do mesmo modo como entrou? com mágoas, ressentimentos, invejas, despeitos e ciumes…criticando o seu irmão que você diz dentro da igreja ser”seu” irmão…mas lá fora fora fala horrores dele, até do padre você fala! pense nisso. Religião todo mundo diz ter, mas ser cristão…e bem diferente.

É muito fácil mentir ao homem, fazer carinha de santa e abrir a boca para pegar a hóstia sagrada, cruzar as mãos em posição de reza, fechar os olhos e fingir orar…mas os seus ouvidos e olhos estão na outra pessoa ao lado, aquela em que você julga e vira o rosto ao entrar na igreja. Engana o homem dentro da casa de Deus, mas não engana a Deus dentro da casa do homem, Deus…é Deus!

Ele é o juiz,
só ele pode julgar e não você, ele abre e ele fecha, ele põe e ele tira, não é você que resolve sair…é Ele! Ele é o médico dos médicos…Ele é a vida! Ele é a morte!
Ele é amor…
Deus não é religião…
pense nisso…

flowrbar.gif (9099 bytes)

“O romantismo não morreu”

Nos tempos que correm, uma onda de pessimismo parece ter tomado conta das pessoas.

Ouvimos idosos, olhando para o passado, e lamentosos, dizerem: Ah, no meu tempo era tão diferente.

Abanam as cabeças, de forma negativa, olhando para os jovens que falam em ficar, em pegar e que parece terem esquecido todas as regras do recato e do bom tom.

Saudosos, esses que amadureceram na vida, lembram do tempo do seu namoro, onde pegar na mão do namorado já queria dizer um compromisso sério.

Beijo antes do casamento, somente na mão, na testa ou na face. Onde, enfim, tudo era reservado para a noite de núpcias. Especial, única, inapagável.

Onde se aguardava o dia do casamento como o do dia D: inigualável.

Ouvindo tudo isso, se nos deixarmos envolver, acabaremos, igualmente por nos contaminar. E tudo passaremos a ver dessa forma.

Como se o romantismo tivesse morrido, o amor tivesse sido substituído por expressões ligeiras de um afeto fantasioso, que hoje é e amanhã é jogado fora.

Contudo, não são todos os jovens que deixaram de sonhar com as coisas belas. E o amor continua na moda. O romantismo subsiste nas almas que amam o belo, o bom.

Verificamos isso, em muitas atitudes detectadas na juventude. Quantas meninas sonham com o baile de debutantes, o serem enlaçadas por um jovem belo e adentrarem o salão, ao som de uma emocionante valsa?

Observamos, em concertos que têm proliferado pelo mundo, acontecendo em grandes estádios, para milhares de pessoas. Ali estão as mais variadas idades presentes: crianças, jovens, adultos, idosos.

E cada qual se emociona à sua maneira com a orquestra, a música, a dança, as cores e as luzes.

Uns choram lembrando os amores já vividos, as experiências passadas.

Outros se emocionam, sonhando com o futuro que almejam para si, ao som dos acordes que se sucedem e do espetáculo que é mostrado no palco.

Quando veem jovens lindas, em vestidos maravilhosos, com seus pares em elegantes fraques se movimentarem aos sons melodiosos de uma valsa, as lágrimas lhes vêm aos olhos.

Elas suspiram… E sonham. Sonham em ter um amor, que seja eterno. Em ter um par para toda a vida. Um par que as beije com delicadeza, que tenha gestos de polidez.

Par que saiba elevá-las no ar, com braços fortes, quando as dores lhes estiverem vergastando os dias, exatamente como os dançarinos fazem com suas acompanhantes, no palco.

Sim, o amor não morreu. As jovens continuam a sonhar com cavalheiros e eles, com verdadeiras damas.

Não nos deixemos contaminar, pois, pela onda de pessimismo que se apresenta em muitos seres.

Saibamos descobrir esses corações mal saídos da infância, sonhando com um futuro de alegria, de amor e de beleza. Para si, para seu par, para sua família, para o mundo.

Ao lado dessas criaturas que parecem para nada ligar, senão para o momento presente, milhares de almas almejam um futuro melhor para esse planeta, começando por idealizar e lutar por sua própria e verdadeira felicidade.

Pensemos nisso e invistamos nesses jovens, que podem ser nossos filhos, nossos netos, nossos sobrinhos, nossos irmãos, nossos amores, bem próximos de nós.

Descubramo-los e os auxiliemos em sua construção do mundo de amor, desde agora. Por eles, por nós, pelos que virão empós.

floral-barline4.gif (8300 bytes)

                               “A fé e o dever”

 A fé em Deus é imensamente comum.
Embora sob distintas denominações e formas, a imensa maioria dos  homens afirma crer na Divindade.

Contudo, seu agir e seu sentir nem sempre espelham essa crença.
Deus é a Suprema e Soberana Inteligência, ilimitado em Seus poderes e virtudes.

Ele é infinitamente poderoso, sábio, justo e bondoso.
Saber que a Divindade está no controle de tudo possui o condão de modificar a percepção de prioridades das criaturas.

Como a Justiça Divina é perfeita e impera no Universo, cada qual vive o que necessita e merece.
Assim, não é necessário passar a existência na intransigente defesa do próprio espaço.

Sem dúvida, não é viável ser ingênuo ou preguiçoso e deixar de cuidar de si.
Apenas não é necessário angustiar-se pelas contingências da vida.

Quem crê em Deus tem condições de desenvolver tranquilidade interior.
Afinal, é convicto de que o Soberano Poder impõe ordem no Universo.

Deposita fé na Bondade e na Justiça Divinas e sabe que sem a permissão Celeste nada ocorre.
Justamente por isso, a atenção do crente deixa de estar em seus direitos para residir em seus deveres.

Por saber que o mérito preside os destinos das criaturas, cuida de ser o melhor possível.
Tem fé no futuro, razão pela qual coloca os bens espirituais acima dos materiais.

Sabe que as vicissitudes da vida são provas ou expiações e as aceita sem murmurar.
Possuído do ideal da fraternidade, faz o bem sem esperar recompensas.

Encontra satisfação em ser útil e bondoso, em fazer ditosos os outros.
É benevolente para com todos, independentemente de credo, cor ou raça, pois sabe que todos os homens são filhos de Deus e seus irmãos.

Respeita as convicções sinceras dos semelhantes e não condena quem pensa diferente.

Quando ofendido, procura perdoar por compreender as dificuldades dos irmãos de jornada.
Jamais se vinga, ciente de que toda justiça repousa nas mãos do Criador.

É indulgente para as fraquezas alheias, por saber que também necessita de indulgência.
Não se ocupa dos defeitos alheios, mas dos seus.

Estuda as próprias imperfeições, a fim de se melhorar.

Consciente do olhar de Deus sobre si, cuida de ser digno em todos os momentos de sua vida, mesmo os mais íntimos.

Usa, mas não abusa, de seus bens, por ser consciente de que são apenas empréstimo da Divindade.
Utiliza seu tempo livre em atividades úteis, fazendo-se um agente do progresso no mundo.

Talvez esses deveres pareçam excessivos, mas não representam um peso para quem realmente acredita em Deus.
Constituem consequência natural da certeza da existência de um Ente Superior, pleno de Bondade, Justiça e Poder.

Pense nisso.

4seasons.gif (11009 bytes)

“Provérbios árabes”

isis.gif (13654 bytes)
“A coisa mais difícil para o homem é o conhecimento próprio.”

“Não declares que as estrelas estão mortas só porque o céu está nublado.”

Não é o que possuímos, mas o que gozamos, que constitui nossa abundância.”

“Quem comprar o que não precisa, venderá o que precisa.”

“Se teu cão passa fome, qualquer pessoa que oferecer um pedaço de comida consegue afastá-lo de ti.”

“Não é mérito o fato de não termos caído e, sim, o de termos levantado todas as vezes que caímos.”

“A árvore quando está sendo cortada, observa com tristeza que o cabo do machado é de madeira.”

“Não diga tudo o que sabes
Não faças tudo o que podes
Não acredite em tudo que ouves
Não gaste tudo o que tens
Porque:
Quem diz tudo o que sabe,
Quem faz tudo o que pode,
Quem acredita em tudo o que ouve,
Quem gasta tudo o que tem;
Muitas vezes diz o que não convém,
Faz o que não deve,
Julga o que não vê,
Gasta o que não pode.”

—————————-

“A hora mais escura do dia é a que vem antes do sol nascer.”

—————————-

“Quem não compreende um olhar tampouco há de compreender uma longa explicação.”

—————————-

“Não diga tudo o que sabe, porque quem diz o que sabe muitas vezes diz o que não convém;
não faças tudo o que pode, porque quem faz tudo o que pode, muitas vezes faz o que não deve;
não acredite em tudo o que ouve, porque quem acredita em tudo o que ouve, muitas vezes julga o que não vê;
não gaste tudo o que tem, porque quem gasta tudo o que tem, muitas vezes gasta o que não pode.”

——————————-

“Os que falam mau dos outros em tua presença, na tua ausência falará mal de ti.”

——————————

“Quem não compreende um olhar tampouco há de compreender uma longa explicação.”

——————————

“Há cinco degraus para se alcançar a sabedoria: Calar, ouvir, lembrar, sair, estudar.”

——————————–

“Mesmo a melhor das cobras é uma cobra.”

————————————-

“O maior erro é a pressa antes do tempo e a lentidão ante a oportunidade.”

—————————————

“Um dia do sábio vale mais que a vida do ignorante.”

————————————-

“Mais vale ser cego dos olhos do que do coração”

——————————————-

Tudo o que acontece uma vez pode nunca mais acontecer, mas tudo o que acontece duas vezes, acontecerá certamente uma terceira.”

————————————————

“Adversidades são grandes oportunidades.”

———————————————–

“O amor não envelhece, morre menino.”

———————————————-

“- De que filho a senhora gosta mais? – Do pequeno, até que cresça; do ausente, até que volte; do doente, até que sare.”

—————————————————-

“Por causa da rosa, a erva daninha acaba sendo regada.”

———————————————–

“Se há muitos comandantes, o navio afunda.”

————————————————-

“Ele joga a pedra e depois diz: – É o destino.”

—————————————————

floral-barline10.gif (7965 bytes)
                                        “A festa de Momo”
Todo ano as festividades em homenagem a Momo se reprisam.
O carnaval se constitui em uma série de folguedos populares, promovidos habitualmente nos três dias que antecedem o início da quaresma.Em torno do mesmo centro de interesse – o disfarce, a dança, o canto e o gozo de certas liberdades de comunicação humana, inexistentes ou muito refreadas durante o resto do ano – a folia carnavalesca se apresenta com características distintas, nos diferentes lugares em que se popularizou.

Perdendo-se nos períodos mais antigos, as origens do carnaval podem ser encontradas nas Bacanalia da Grécia.
Era uma festa que homenageava o deus Dionísio.

Antes disso, os trácios se entregavam aos prazeres coletivos, como quase todos os povos antigos.
Mais tarde, vamos encontrar essas festas em Roma, como Saturnalia, quando se imolava uma vítima humana. Era uma festa de infeliz caráter pagão.

Na Idade Média começou a se aceitar, com naturalidade, o enlouquecimento lícito uma vez por ano.

A festa tem vestígios bárbaros e do primitivismo reinantes ainda na Terra.

No Brasil colonial e monárquico a forma mais generalizada de brincar o carnaval era o entrudo português.
Consistia em atirar contra as pessoas, não apenas água, mas provisões de pós ou cal.

Mais tarde, água perfumada com limões, vinagre, groselha ou vinho. O objetivo sempre era sujar o passante desprevenido.
Como se vê, uma brincadeira perigosa e grosseira.

A morte definitiva do entrudo se deu com o aparecimento do confete, a serpentina e o lança-perfume.
O que se observa nesses três dias de loucura, em que a carne nada vale, é o afloramento das paixões.

Observam-se foliões que se afadigam por longos meses na confecção das fantasias. Tudo para viver a psicosfera da ilusão.
Perseguem vitórias vazias, que esperam alcançar nesses dias.
Diversos se mostram exaustos, física e emocionalmente.

Alguns recorrem a fortes estimulantes para o instante definitivo do desfile.

Consomem tempo e dinheiro, que poderiam ser aplicados na manutenção da vida e salvação de muitas vidas.
Mergulham em um mundo de sonhos fantástico. Anseiam por dar autenticidade a cada gesto, a toda atitude.

Usando vestimentas de reis e rainhas, nobres e conquistadores, personagens de contos, artistas, fariam inveja a todos a quem copiam.
Isso se as vestes e as coroas, os cetros, os mantos e as posturas não fossem todos falsos. Exatamente como falsas são as expressões e vitórias que ostentam.

Diversos desses foliões nem se dão conta que poderão estar a representar a própria personalidade de vidas passadas.
Uma grande perda de tempo.

Pois de um modo geral conquistadores, reis, rainhas e generais que foram, se ainda permanecem na Terra é porque naquelas vidas faliram. E faliram feio.

Em toda essa festa de loucura, que deixa marcas profundas, pergunta-se se será mesmo manifestação de alegria, de descontração.
Se necessito me fantasiar, embriagar para desfrutar alegria, onde a autenticidade?

Sem falar nos graves problemas gerados a partir desses três dias dedicados a Momo: gravidez, uso de drogas, abuso do álcool, acidentes por irresponsabilidades.
A vida é um bem por demais precioso. Precioso também é o tempo. Talentos dados por Deus.

Bom se aprendêssemos a escolher a boa parte, aquela que não nos será tirada, conforme o ensino do Mestre no diálogo mantido com Marta, no abençoado lar de Betânia.

Em vez do palco da mentira, da glória ligeira, dos confetes da triste e enganosa noite de carnaval, quantas bênçãos se pode semear nos feriados momescos.

A escolha é pessoal. Porque sempre a semeadura é livre. Somente a colheita é obrigatória.

Pense nisso!

floral-barline5.gif (6805 bytes)
                                                        “A violência em nossos dias”
A onda crescente de delinqüência que se espalha por toda a Terra assume proporções catastróficas, imprevisíveis, exigindo de todos os homens honestos e lúcidos muitas reflexões.Irrompendo, intempestivamente, faz-se avassaladora, em vigoroso testemunho de barbárie, qual se a loucura se abatesse sobre as mentes, em particular junto à inexperiente juventude, em proporções inimagináveis e aflitivas.Sociólogos, educadores, psicólogos e religiosos, preocupados com a expressiva quantidade de delinqüentes de toda sorte, especialmente os perversos e violentos, aprofundam pesquisas, improvisam soluções, experimentam métodos mal elaborados.

Precipitadamente oferecem sugestões que triunfam por um dia e sucumbem no dia imediato, tudo prosseguindo como antes, senão mais turbulento, mais inquietador.

Enquanto a delinqüência estava quase que só entre os jovens das classes sociais menos aquinhoadas, era atribuída à falta de recursos financeiros e de educação.

Mas hoje, a mídia tem divulgado inúmeros casos de perversidade e violência praticados por jovens que pertencem a famílias abastadas. O que afasta a hipótese de falta de dinheiro ou de instrução.

Tudo isso nos leva a crer que a linhagem social e a tradição não são obstáculos à manifestação da delinqüência, uma vez que dentro dessas famílias os exemplos nem sempre são salutares.

Percebe-se, no seio das famílias ditas tradicionais, a inversão de valores, a corrupção dos costumes, o desprezo às leis, a imposição dos caprichos pessoais em detrimento da justiça, e assim por diante.

Ainda na mesma linha de raciocínio, percebe-se pais que transferem a educação a terceiros, porque não têm tempo para dedicar à prole, uma vez que precisam dedicar as horas aos compromissos sociais.

Não se dão conta, esses pais, que pela vivência estabelecem diretrizes de comportamento aos filhos, de cujas ações não podem se queixar mais tarde.

Ademais, devemos considerar que a leviandade de mestres e educadores imaturos, não habilitados moralmente para os relevantes misteres de preparação das mentes e caracteres em formação, contribui, igualmente, com larga quota de responsabilidade no capítulo da delinqüência juvenil, da agressividade e da violência vigentes.

Devemos considerar ainda, que se quisermos eliminar o problema da perversidade e da violência da nossa sociedade, será preciso mais que medidas punitivas.

Será preciso reformular conceitos, repensar valores, reformar a intimidade, e adotar a doutrina cristã como diretriz segura, para os nossos passos.

Ensinar à criança e ao jovem a valorização e o respeito pela vida, através do próprio exemplo.

E, por fim, apresentar Jesus aos nossos filhos. Apresentá-Lo como Modelo e Guia da Humanidade, como Psicoterapeuta ideal que nos conduzirá a Deus, porque conhece o caminho.

* * *

O homem iluminado interiormente pela flama cristã da certeza quanto à sobrevivência do Espírito ao túmulo e da sua antecedência ao berço, sabendo-se herdeiro de si mesmo, modifica-se.

Modificando-se, muda o meio onde vive, transformando a comunidade que deixa de a ele se impor para dele receber a contribuição expressiva e retificadora.

flowrbar.gif (9099 bytes)
                                           
  “A impressão negativa”

Hoje em dia, grande parte dos pais se preocupa em conduzir seus filhos a um templo religioso, em virtude da situação conflitante por que passa a nossa sociedade.Todavia, esses mesmos pais têm encontrado grande resistência por parte dos filhos, principalmente dos jovens e adolescentes.
Isso nos recorda uma experiência vivida por um casal de amigos.Eles tinham um filho de 14 anos que não se interessava em freqüentar as reuniões religiosas junto com os pais, apesar de todos os esforços desses por persuadi-lo.

Todas as vezes que os pais lhe falavam sobre a necessidade de se buscar a ajuda de Deus para enfrentar, com fé e confiança, as agruras da vida, o filho se mantinha calado, dedilhando sua guitarra, da qual poucas vezes se separava.

Um dia, já cansados de tentar convencê-lo, sem lograr êxito, os pais foram um pouco mais veementes.
Aproximaram-se do rapaz e começaram a lhe falar da importância de ele os acompanhar ao templo religioso.

O garoto, que até então estava calado, segurou as cordas da guitarra com uma das mãos, fitou-os nos olhos, e disse:
Meus queridos pais: há quanto tempo vocês professam essa religião?

O pai, imediatamente, respondeu que já fazia 20 anos, e a mãe disse que a professava desde o berço.
O jovem abaixou a cabeça e continuou a acariciar sua guitarra.
Mas os pais, inquietos, questionaram com impaciência:

Filho, você está surdo? Por que não fala direito com os seus pais? Diga-nos, por favor, os seus motivos.
O rapaz levantou a cabeça novamente, olhou-os com um certo ar de tristeza e falou:

Eu não queria magoá-los, mas, se vocês insistem…
Vocês acabaram de me dizer os anos que cada um freqüenta o templo religioso e eu, que na verdade já sabia disso, peço que me digam, com toda sinceridade:

Prá que serve a religião, se vocês vivem brigando dentro de casa?

De que adianta buscar um Deus que não consegue fazer com que vocês se entendam e se perdoem, ao invés de viverem aos gritos um com o outro?

Respondam, com sinceridade, de que vale uma religião se, de vez em quando eu vejo o pai dormindo no sofá e a mãe se debulhando em lágrimas, lá no quarto?
Será que vocês me acham tão infantil a ponto de me convencer que a sua religião é boa para mim, quando não consegue fazer vocês felizes?

Não! Eu realmente não perderei tempo com essas coisas que não são eficientes nem para vocês mesmos.
A história desses amigos vale como motivo de sérias reflexões para todos nós.

Esquecidos de que nossos filhos são portadores de inteligência e bom senso, queremos que acreditem no que falamos e não no que eles observam no cotidiano, portas adentro do lar.

É importante que aprendamos a ensinar pelo exemplo e não tentar convencer com teorias vazias.
Geralmente os responsáveis pelo distanciamento dos jovens do Criador, são os pais, com sua falta de fé ou hipocrisia.

As religiões trazem, em seus postulados, as diretrizes que conduzem a Deus, mas os religiosos, ou os que se dizem tais, é que não as entendem ou as desvirtuam.
Assim sendo, se quisermos, sinceramente, aproximar nossos jovens de Deus, aproximemo-nos Dele primeiro.

Pensemos nisso!

……………………………………………………………………………………………………

“A arte de ouvir”
Ela era uma senhora solitária, envolta no luto da dor, desde que o marido morrera. Vivia só, na grande casa do meio da quadra. Casa com varanda e cadeira de balanço. 
Todas as manhãs, o entregador de jornais, garoto de uns 10 anos, passava pedalando sua bicicleta e, num gesto bem planejado, atirava o jornal nos degraus da varanda. Nunca errava. Paff! Era o sinal característico do jornal caindo no segundo degrau. 

Então, numa manhã de inverno, quando se preparava para lançar o jornal, ele a viu. 

Parada nos degraus da varanda, de pé, acenando-lhe para que se aproximasse. 

Ele desceu da bicicleta e foi andando em direção a ela. O que será que ela quer? – Pensou o garoto. Será que vai reclamar de alguma coisa? 

Venha tomar um café, falou a senhora. Tenho biscoitos gostosos. 

Enquanto ele saboreava o lanche que lhe aquecia as entranhas, ela começou a falar. 

Falou a respeito do marido, de suas vidas, da sua saudade. Passado um quarto de hora, ele se levantou, agradeceu e saiu. No dia seguinte e no outro, a cena se repetiu. 

O menino decidiu falar a seu pai a respeito. Afinal, ele achava muito estranha aquela atitude. 

O pai, homem experiente, lhe disse: Filho, ouça apenas. A senhora Almeida deve estar se sentindo solitária, após a morte do marido. 

Deixe-a falar. Recordar os dias de felicidade vividos deve lhe fazer bem ao coração. É importante que alguém a ouça. 

Nos dias que se seguiram, nas semanas e nos meses, o garoto aprendeu a ouvir, demonstrando interesse em seus olhos verdes e espertos. 

Quando a primavera chegou, ela substituiu o café quentinho pelo suco de frutas. O verão trouxe sorvete. 

Ao final, o entregador de jornais já iniciava sua tarefa pensando na parada obrigatória em casa da viúva. Habituou-se a escutar e escutar. Percebeu, com o tempo, que a velha senhora foi mudando o tom das conversas. 

Como a primavera, ela voltou a florir, nos meses que vieram depois. 

Quando o ano findou, o menino foi estudar em outra cidade. 

O tempo se encarregaria de lecionar mais esperança no coração da viúva e amadurecer ideias no cérebro jovem. 

Muitos fatores contribuíram para que o garoto e a viúva não tornassem a se encontrar. Contudo, uma lição o acompanhou por toda a vida. Ele nunca se esqueceu da importância de ouvir as pessoas, suas dificuldades, seus problemas, suas queixas. 

Lição que contribuiu também para o seu sucesso como esposo, pai de família e profissional. 

* * * 

Saber ouvir é uma virtude. De um modo geral, nos cumprimentamos, perguntando uns aos outros, como está a saúde e a dos familiares. 

Raramente esperamos por uma resposta que não seja a padrão: Tudo bem. 

Normalmente, se o outro passa a desfiar o rosário das suas dores e a problemática da família, nos desculpamos apontando as nossas obrigações e “que fazemos”. 

Entretanto, quando nos sentimos tristes, desejamos ardentemente que alguém nos ouça, que escute a cantilena das nossas mágoas. 

Pensemos nisso. Mas pensemos agora, enquanto ainda nos encontramos a caminho com nossos irmãos, na estrada terrena.

afline7.gif (2153 bytes)

Publicado em momentos de reflexões, frases e provérbios árabes, palavra amiga | Marcado com , , , , , , , , | Deixe um comentário