citações, poemas, pensamentos, amor

amor de nastenka
“meus poemas preferidos”

OS 10 MANDAMENTOS DA BAILARINA

I – Não existe mulher feia na dança do ventre, mulher pode tudo,
mulher é tudo,  basta ser mulher!

II- Tudo pode ser aprendido desde a arte de dançar
 à arte de seduzir com os movimentos e expressões.

III- Nunca acredite que não pode realizar este ou aquele movimento… 
você pode tudo. basta você querer, esteja preparada porque não é fácil,
força de vontade é tudo. acredite em você!

IV- Nunca se está velho demais para a dança do ventre. 
Em várias culturas especialmente na árabe, as mulheres mais 
maduras são consideradas as melhores, pois sabem acrescentar
 toda a experiência de vida na dança e com sensualidade intensa, 
que pode ser desenvolvida com a dança.

V- Não há leis que proíbam a dança do ventre para homens, 
mas eles não possuem ventre e por isso não devem dançá-la .
 Para eles há outras danças orientais folclóricas de extrema beleza
 e força, específicas para homens.

VI- Confie em sua professora
VII- Pergunte sempre que existir dúvida. nunca fique com vergonha de indagar,
tire sempre suas dúvidas.

VIII- Não existe quem dance mal. Existe gente mal trabalhada
e tudo pode ser trabalhado, por isso nunca deixe ou permita que 
ninguem duvide de você. nunca desista.

IX- Mergulhe na dança. Vá mais longe que a simples técnica, 
pois a dança do ventre é um encontro com sua divindade.

X- Aplique os conhecimentos adquiridos no dia a dia, 
tornando sua vida mais feminina, mais forte e mais mágica.
                           seja bem vinda a fazer parte da magia a sedução…                                                                                   prof: nastenka
foto de nastenka em 2009
—————————————————————————
“ORAÇÃO DA BAILARINA”
Senhor meu Deus!
Abençoe a minha dança, abençoe os meus pés
abençoe o meu corpo…os meus músculos…
e principalmente a minha vida!
abençoe esse dom que Você me deu…
esse presente Divino…a dança em minha vida!
obrigado pelo dia de ontem…porque hoje estou aqui…
obrigado pelo dia de hoje… porque agora estou aqui agradecendo a Ti…
e obrigado pela minha fé… porque sei que estarás comigo no amanhã…
Quando danço… Danço para Deus…
porque posso mostrar a todos alegria e beleza às pessoas através de mim.
e sei que assim Ele me protege e me orienta…
Senhor…nunca me permita fraquejar!
nunca me permita duvidar de minha capacidade!
porque sei que estarás ouvindo o meu clamor…
sei que estás inclinando os seus ouvidos para mim…
meu Deus me abençoe, e abençoe todas as bailarinas…!
seguro sempre em Suas mãos…porque assim estarei segura…seja os meus movimentos…
me guie…me orienta…seja a lâmpada para os meus pés…ponha sempre palavras em minha boca…
Direi a todos por toda a minha vida!
És o meu Deus…o meu Criador!
obrigado por tudo e amém…
                                                “celinha santiago”   (NASTENKA)

eu renasci das cinzas...como a  Fenix!

eu renasci das cinzas…como a Fenix!

“Fenix!”

“Não saber não chamar a atenção…
Não saber dizer que não…
A palavra “NÃO” só agora vez em quanto sai de minha boca…
vou aprendendo a dize-la, a vida esta me ensinando por
si mesma!
Não saber o poder que me faz renascer… Mas saber do que é capaz e do que almejo para poder nas cinzas descansar.
E no amanhecer de cada dia a busca da alma daqueles que um dia ousaram à transpassá-la…
Que puderam de certa forma dançar aquela dança que só eu cabia a dançar.
Que só a mim foi dada e por mais ninguém passada para não haver colisão.
E de fato nunca existiu, aquela que pudesse fazer que aquela que sempre nascia, pudesse fazer moradia no peito de quem a renascia pro mundo novo que surgia…
Eu sei sair e entrar a cada situação por mim vivida e absorvida.
Gosta das coisas claras e bem decididas para melhor vivenciá-las nos momentos de decisões.
Saber sair de cabeça erguida e o coração puro.
Não sei negar meus próprios sentimentos e sempre tenho razões maiores para todas as minhas explicações…e limitações…
Não gosto do incerto, nem das coisas duvidosas.
Sei onde caber meus pensamentos e minhas escolhas.
Eu sei voar!
A dança me faz voar e reviver como a FENIX!
Das cinzas a vida!

(Celinha Santiago)

BAILA BAILARINA

Dança mulher, feito menina

Por que a vida é uma intensa dança

E esta é tua sina, viver, dançar

Não deixe apenas que a música

Guie teu destino

Mas faça do seu destino

Sua alma sBaila bailarina,

Dança mulher, feito menina

Por que a vida é uma intensa dança

E esta é tua sina, viver, dançar

Não deixe apenas que a música

Guie teu destino

Mas faça do seu destino

Sua alma sinta correr em suas veias,

a música que nutre, que conduz, que acalma

E sagrada seja sua dança, sua vida

Pinte no quadro da sua jornada

Uma obra que de inacabada

Jamais termina, nunca finda

Pois dançar a sua dança

É viver, eternamente, intensamente

Sagrada!!!

(Renê Dalton Raposo)

“O VERMELHO E O NEGRO EM UM GRITO DO CORAÇÃO”

Amor proibido!
Amor sagrado!
Amor tentado!
Sem toque, sem palavras, sem beijos, sem afago
Amor que dói a pele por não ser tocado…
Amor em puro e inocente desejo…
Amor que nasceu na inocência do simples perdão divino…
na incoerência…do ser coerente!
Do pensar sem refletir…sem poder agir.
Amar em silencio…e ter que ouvir o gritar do espirito…
Uma dor da própria dor de amar um amor cheio de incertezas!
Um amor sem esperar um futuro…com uma dor gostosa sem ser masoquismo.
e ao mesmo tempo um amor sem tempo…sem planos…
sem projetos…sem nada esperar!
É um amor que é o meu remédio…meu analgésico…
um amor estranho e feliz…do meu modo porque eu prefiro assim,
Por aceitar o destino que por vezes é cruel!
Não falo em amor carnal…
mas no amor onisciente, onipotente e até onipresente…
É o meu amor…somente meu amor!
Não é egoismo….mas é meu assim…sem começo e talvez sem fim.
Sem começo sim, sem fronteiras sim, sem final…
Sem o amanha…
Sem futuro!
Falo em amor…verdadeiro, único e grandioso!
Amor puro e sem cobranças…
Amor que fala pelos olhos!
Amor sem palavras ditas ou lidas…
Amor pelo gestos…talvez um simples sorriso já me basta…
Gestos que se torna talvez um pecado…mas
que grita muito alto em meu ser…
Gestos que se sente sem toque de pele,
mas gestos que vai em arrepios que arrepia até a alma!
Que as vezes até dói sem sangrar, e que deixa
feridas que não cicatrizam…deixando marcas feito uma tatuagem…
que me dói…mas corrói e dilacera a minha alma!
Amor que se transforma em insônia,
porque so assim penso nele de dia e de noite contando
as horas de vê-lo, nem que seja de longe…ouví-lo mesmo
sabendo que não poderei senti-lo…
Eu peco! Eu peco em amar?!
Então que eu morra pecando…porque não deixarei de amá-lo!
como poder receber o Corpo consagrado e molhado pelo Sangue…
se os meus olhos e o meu desejo e até mesmo os meus pensamentos
estão em poder possuir o seu corpo junto ao meu…?!
Ai meu Deus…eu preciso dele nem que seja por um segundo!
apenas um segundo deixar que seus lábios toquem em meus lábios rosa
sim…aqueles lábios trêmulos do medo de pecar!

(celinha santiago) NASTENKA     

 (poema criado por mim…inspirado em amor secreto e verdadeiro por alguém muito especial)

  • “sonho de criança…”

  • Um dia, uma menina loirinha de cabelos cacheados, boquinha vermelha e bochechas rosadas olhava uma boneca de porcelana na virtine de uma loja perto de sua casa.
  • essa boneca era uma bailarina que amarrava as suas sapatilhas.
  • com seu nariz sujinho ela ficou ali parada durante algum tempo…o rosto amassado no vidro, observando.
  • disse pra amiguinha de cabelos desarrumados: sabe…um dia eu vou ser uma bailarina…- essa menina deveria ter uns 7 ou 8 anos, morava com o pai que era viuvo com mais 6 irmaos.
  • todos os dias ela ia ate a loja e olhava, e olhava…se abaixava para ver direito…na pontinha dos pes descalça, olhinhos atentos…
  • um dia ela ficou doente com catapora e o pai preocupado a levou ate ao pronto socorro. passaram então de frente a tal loja e ela segurou na mão dele e mostrou a tal boneca…quase não podia falar porque estava com a boquinha ferida…não comia direito e estava muito abatida.
  • a dona da loja que já a conhecia sorriu…cochichou algo no ouvido do pai da menina…
  • até que um dia o pai querendo ver a filha caçula sorrir…deu a ela a tal boneca de porcelana que nada mais era doque uma pequena caixinha de música, tocava “noturno” de chopin.
  • ela passou a copiar os movimentos da bailarina…pontinhas dos pés…levantando as maozinhas pequenas e frageis…
  • dançava…e dançava…e os anos foi passando…12..15…18 e aos 20 anos ela fez seu curso de dança profissional técnico, mas seu pai nunca chegou a vê-la dançar.
  • ela então dançava a cada dia mais e mais bonito…
  • fazia pelo prazer…e com amor…por amor…e pelo amor…
  • até que hoje ela ainda dança…
  • em algum lugar,
  • talvez entre as estrelas ocultas do coração de alguem que sonha, ou nas inspirações da minha escrita solitária, ou até mesmo nos seus desejos, nos meus desejos ou nos nossos desejos de sair a dançar…
  • ela dança nas ruas… talvez até na água do mar batendo na areia…tímida ou entre as pedras violenta…por não querer parar…
  • essa menina deve sentir o que é o imenso prazer de realizar um desejo, que a tempo estava dentro dela…”um dia eu serei bailarina!”
  • essa menina é o próprio desejo!
  • o sonho dos sonhos…aqueles que se realizam um dia! a esperança!
  • hoje…assim como o vento assopra beijando os meus cabelos loiros e cacheados…
  • aqui sentada na areia…vendo o mar sedutor beija-la com sua espuma!
  • escrevo na própria areia o meu obrigado a mae natureza…como testemunha a lua…lá no ceú…redonda e meio sem graça!
  • deixo um beijo e uma grande afago profundo para todas voces meninas…
  • bailarinas e dançarinas…
  • vou agora correr…pela praia e gritar um obrigado a mae natureza! bem alto!
  • só que a musica de chopin esta gravada em mim…ela será sempre tocada na minha vida,
  • o vento asssopra a canção e eu danço…me deixo ser levada…
  • pular…saltar…e dançar…
  • a dança da alegria!
  • a dança do desejo!
  • a dança do amor…
  • a dança da dedicação!
  • essa menina hoje é uma mulher, de 48 anos…realizada.
  • essa menina hoje sou eu…
  • que dança pelo único prazer de dançar…
  • eu ainda tenho a tal bailarina de porcelana (esta quebrada) guardada como o meu amuleto!
  • toca noturno de chopin…e eu choro sempre que ouço…um choro de alegria!
  • e de saudade!
               celinha santiago(nastenka)                       ..........................

“Da magia a sedução…”

como se faz num embalo…
num encantamento
ela te embala e eu me deixei embalar…
sim, eu me encantei!
eu me joguei nela…e na verdade me deixei ser jogada de corpo e alma!
eu me entreguei totalmente…e me deixei entregar…
meu ser foi tomado, meu espirito foi dominado e meu sonho idealizado…
tive o tão sonhado desejo: a coragem,
e consegui fazer aquilo que mais gostava…dançar…
o bellydance ou dança do ventre…
não importa o nome mas sim o sentido da dança dentro de mim,
se aprofundar sem saber o tamanho da profundidade,
sem saber onde mergulhava…
mas seria um mergulho no saber…aprender, atualizar,
entrar numa outra cultura,
uma cultura milenar, de onde há outros ritmos,
roupas…musicas…instrumentos…é todo um conjunto a ser
estudado e trabalhado, todo um folclore…
não e só rebolar ou se balançar numa roupa bonita…
não e nada erótico ou vulgar…
dança do ventre e uma paixão que veio pra ficar dentro de mim…
da minha vida…da mulher, do feminino que existia dentro de mim…
algo novo a ser descoberto, que eu desconhecia…
e que se fez residencia lá no fundo do meu ser…
e que a cada dia desabrocha!
quando danço esqueço tudo lá fora,
a minha doença!
a guerra dos homens,
o mal, as dúvidas, e o pior de tudo…o tal medo.
e como se eu e ela vivesse numa outra epóca ou
num sonho astral…
uma viagem…uma magia, uma sedução
ao qual eu me deixo levar…
podem me chamar de louca!
não ligo de ser uma louca e de ser feliz ao lado dessa
loucura maravilhosa,
dela: da minha dança.
não ligo se tenho ou não talento…
não quero ser uma bailarina pop star,
uma famosa dançarina da mídia!
de ter um nome…
apenas quero dançar a minha dança…que pode sim…me curar!
me curar a alma, meu espírito, minha vida.
e com isso vou sendo levada por ela…me deixando ser levada…
sem medo de não ter como voltar…
de não querer voltar, de se entregar toda e me entrego sim!
ou sem querer saber ate onde eu vou…
apenas quero que ela me leve.
eu quero seguir a cada instante ao lado dela,
aproveitar essa momento íntimo
e único,
eu e a dança!
não quero saber…deixo tudo para estar com ela.
que posso fazer? ela nao quer sair de mim…
ela não me deixa só, é a minha companheira que nos momentos de
tristezas e solidão sorrir com sua linda música para mim.
ela que quando sinto que tudo acabou na minha vida,
ela é a única que esta lá,
dizendo: …levante e venha dançar!
ela é o meu vício.
sim…ela é tudo para mim.
o que eu realmente quero é senti-la em mim.
nao importa o tempo, idade…tamanho…
a estética não existe aqui…
basta ser mulher!
se sou magra…ou gorda,
se estou velha ou nova…
nada disso importa! é o meu prazer.
fazer dança para mim e isso tudo e o muito mais…
é a minha forma de expressão, de me soltar ao vento
de flutuar com os meus pés no chão,
fecho os meus olhos…olhos de sorrisos,
sonhos em meu rosto, e me sinto voar!
principalmente aqui juntinho a mim, minha dança do ventre…
essa mágica que me encanta,
que me fascina, ou sera um feitiço?
e que consegue seduzir, seduzindo a todos que se envolve…
que consegue enfeitiçar…porque me enfeitiçou…
uma forma de dança que tem que ser estudada,
trabalhada e que é uma arte, uma linda e maravilhosa arte
nada facil de se fazer,
de se aprender, tem que se dedicar…
e que de alguma forma me prendeu…me acorrentou…
gente…me algemou e me amarrou.
e que fiquei atada presa nela por vontade propria…
meu objetivo hoje é aprender…sempre mais e mais essa arte linda!
que enriquece de pura cultura…
com muita dedicaçao…prazer…amor…
eterno amor!
para atingir a total e tão sonhada perfeição!
Que seja o meu vício,
que seja a única coisa importante em minha vida,
que esteja em primeiro lugar no meu mundo…
que eu seja dependente…
que eu venha servi-la…
que eu a tome para mim como se ela fosse a minha fé,
a minha força e o meu apoio…o meu refúgio!!!
Meu Deus!
seja como for ou o que for isso…a dança,
através da dança eu voltei a viver…
ela me completou.
essa é a verdade…
ela esta no meu sangue…nos meus membros…
nos meus músculos…no meu corpo, nos meu ouvidos…
no meu ser!
no ar que respiro.
ela foi o meu remédio,
é a minha reza, o meu unguento…a minha crença…
se eu cometo algum pecado…que seja o meu pecado,
e se um dia…quando eu morrer…
com certeza subirei ao ceu….dançando…

                                              Celinha santiago (nastenka)

———————————————————

deusa bastet(a deusa do feminino, da dança)

dançar na ribalta

uma bailarina sonha…mas um sonho verdadeiro,
um sonho de sonhado com os olhos abertos em gestos…
dançar…ate criar calos sangrentos nos pes..
dores intensas nos músculos…
muito esforço de alcançar seu objetivo,
seu esforço, seu suor…seu corpo ofegante!

é tudo uma grande recompensa, pela dança…
tudo e válido…e lindo…cada gotinha que escorre de seu rosto!
uma bailarina tentando ultrapassar o seu limite, em sorriso de prazer…
dominar a sua dor para ser dominada pela dança…
que ali naquele momento a dor e esquecida pelo único amor…dançar!

se deixar levar pela música…dentro da poesia da sua ilusao…
brilhar na luz da ribalta a ser conquistada!
e no final…a dança e a bailarina em conjunto único ,
conquistar o que mais se sonha em obter,
ao se entregar a dança, o prazer de ver e sentir
os olhares atentos de uma plateia…o silêncio…
e no final do grande espetáculo, os aplausos…
o retorno de todo um trabalho entre o corpo, a música e a alma …
a arte conquista a bailarina que conquista a ribalta…

que conquista você!

 ( por celinha santiago,”nastenka”)

…………………………………………………………….

———————————————

“Paixão virtual”

mas o amor virtual nao existe mais
ele é verdadeiro
o toque de pele já existiu
seus labios no meu
os meus nos seus
meu corpo ao seu…
o seu corpo ao meu…e
assim fazer um so corpo.
sentimos o tremor do outro
o suor, o frio, apenas
num toque das maos…
tudo ao mesmo instante…
nao, nao temos mais virtual
já nos olhamos
já vimos nossos defeitos
nossos cheiros
meu cheiro e o seu cheiro num so corpo,
o seu perfume que me encantou
nao temos mais virtual
temos muito carinho natural
nao fique triste pelo desencontro
pois ele é apenas uma pitada
uma apimentada
na saudade de nossos sentimentos.

espero nao ser um mal para voce
quero ser um bem para voce
e voce a cura para mim
quero viver e sorrir,
e ter voce a meu lado
para juntos contruirmos um amor
uma vida…quero que me espere…
por favor meu amor seja minha
dentro da nossa realidade.
seja minha para que eu possa ser seu!

………………………

“Uma poesia que veio de uma pergunta virtual, uma brincadeira que virou verdade, algo virtual que um dia virou verdadeiro dentro de mim”

“QUISERA…”

 Quisera eu poder te conhecer e te moldar dentro da minha imaginação… não te conhecendo e não saber nada sobre você e ao mesmo tempo saber tudo de você. Querer te ver e te olhar dentro dos seus olhos, deixar que eles falem por você. Sentir o seu hálito…o seu sabor.

Quem é, o que faz, o que gosta, seus olhos, seus cabelos…sua boca…ao mesmo tempo saber tudo sobre você, nada sei já que nunca te vi!!!
 quisera eu poder dizer o quanto te adoro…
 o quanto vc e importante em minha vida…falta a oportunidade, a sua presença, falta tudo!
 dizer diante de ti o quanto vc e especial para mim…
 e…no entanto, fico a imaginar como poder dizer isso para vc…
 se nem ao menos sei quando vc vai aparecer, ou ao menos me ligar…
 ou se faz pensar em mim por uns momentos…
 num lapso de memória…se lembrar de mim…
 mas temo saber a verdade, se nem isso se faz presente em sua mente:
 a minha existência.
 quisera ter certeza e afugentar essa dúvida, quisera ao menos saber quem e você…
 quisera no entanto, mesmo querendo nao lembrar e lembrando,
 nao querendo te querer e querendo, nao querendo te perder e te perdendo…
 e te achando…e te perdoando…e me ferindo…e me maltratando…
 quisera eu nao te desejar e te desejando,
 quisera nunca saber que me desprezas…que me trai com sua ausencia…
 pelo simples fato de nao lembrar de que estou aqui…viva…a esperar por ti.
 nao querendo te fazendo existir e nao existindo…me anulando…
 e vivendo de ti…e ti fantasiando…
 vc esta sempre comigo…na minha frente…na minha mente…
 no meu ser…dentro de mim…em minhas entranhas…vc esta aqui…
 por que entrou devagarinho…e se alojou em mim…se fez moradia…
 quisera que voce saisse de mim…
 mesmo porque nao quero que saia…
 me pergunto: sera uma doença? sera um mal que nao tem cura…feitiço… o que sera isso que doi…
 que chama você sem eu abrir a boca…sem sair som…sem ser ouvido…silencioso por fora…
 mas sonoro por dentro…me queimando…como um vulcão pronto a explodir…
 quisera eu poder gritar para o mundo…essa dor inconstante…insistente…incoerente que me faz tao mal e tao bem…essa saudade…oniciente…onipresente…
 quisera eu nao querer esse mal..
esse bem…
 voce de longe…e tao perto…
 quisera poder eu correr dessa dor….gritar…
 um remedio…um medico…
 que nao me cure e ao mesmo tempo
 buscando a cura…mesmo sabendo que nao tem cura…
 porque no fundo nao desejo a cura…
 de viver um momento com voce e pra voce…
 essa doença de te esperar…de te aguardar…
 esse mal…esse vicio…essa carencia…essa mentira…esse perigo…
 terrivel chamado o milagre do amor virtual!

 celinha santiago(nastenka) para alguém chamado Edu(de minas) que conheci aqui na net e vivi momentos maravilhosos, algo lindo!

————————————

“Eu louvo a dança”
“Eu louvo a Dança,
pois ela liberta as pessoas das coisas,
unindo os dispersos em comunidade.
Eu louvo a Dança que requer muito empenho,
que fortalece a saúde, o espírito iluminado
e transmite uma alma alada.
Dança requer o homem libertado,
ondulado no equilíbrio das coisas.
Por isso eu louvo a Dança.
A Dança exige o homem todo ancorado
em seu centro para que não se torne,
pelos desejos desregrados,
possesso de pessoas e coisas,
e arranca-o da demonia de viver
trancado em si mesmo.
Ó homem, aprende a Dançar!
Caso contrário,
os anjos não saberão o  que fazer contigo.”
                                        (santo agostinho)
————————————————-
Poesia árabe – Hana Akif
“O Baile é fantasia que faz a alma vibrar de emoção.
A dança espontânea correta e cheia de luz,
alegra o espírito em busca da harmonia dos gestos;
busca as cores da alegria e do encantamento;
faz-se poesia em forma de movimentos fugazes,
cadenciados, na leitura do ritmo acalentando no coração,
os devaneios que surgem na busca melodiosa com
que transmitimos a emoção em movimento e poesia;
em sons que se transformam em quadros.
A dança bem executada é oração que se reza
usando o corpo-mente buscando a aspiração
da meditação na luz superior, intencionalmente,
espontaneamente, transcendentemente.
Tem gente que ama dançar,
tem gente que ama dançando,
transformando o mundo interior em poesia exterior.
Movimentos meditativos, formas de demonstrar amor.
Tem gente que aspira o Amor e ama dançando.
Veste-se de cores e visões; orquídeas,
flor leitosa cor-de-rosa ou canção
perfumando a vida e o espírito,
o corpo e a mente,
espiritualizando a dança,
trabalhando também para a espiritualidade.
Dançar, forma de arte; dançar é amar,
sabendo amar, busca-se amar plenamente,
porque amor é dança do espírito integrado
à dualidade corpo-mente,
eternizando o movimento que irá durar
o exato momento de uma poesia que
vem da junção corpo-espírito.
Louvemos a dança.
Tudo é sublime quando se ama de verdade”
About these ads

Sobre nastenka

Sou uma mulher feliz! Tenho tudo o que amo perto de mim, minha dança, meus filhos e meus bichos...e alguns amigos verdadeiros! Tenho opinião própria, nunca vou atrás de ninguém. Sou amiga e companheira de todas as horas. Reconheço que tenho um gênio insuportável. Sou ciumenta, o que é meu é so meu rsrsrs Quando quero algo, luto e brigo para conseguir! Não sou acomodada! Não costumo ficar de olhos abertos sonhando. Se eu sonho é com os olhos fechados. Adoro trabalhar e faço o que eu amo fazer! Dançar, fazer cabelo,costurar...deixar a mulher mais bonita! Odeio gente mal amada que vive reclamando da vida e nada faz para melhorar! Odeio gente falsa! Talvez por se sincera, muita gente me detesta...mas nem estou aí para essas pessoas...sou autentica. Estou sempre sorrindo e de bem com a vida, tenho minha fé e Jesus comigo. Eu vivo! eu danço! eu canto! Adoro ler e escrever... Acredito na reencarnação. Acredito em Deus...e que sem Ele nada sou. Amo a vida, meus bichos e meus filhos...por eles sou capaz de tudo. Ainda busco um homem que seja um príncipe e que não vire um sapo, se um dia esse homem aparecer...vou até ele sem sentir nenhuma vergonha, afinal de contas gente...estamos no sc.21, a mulher esta mais corajosa e sem medo de ser feliz ou buscar a sua felicidade e o seu prazer... Sou assim...e muito o mais...o resto é segredo, não tente me descobrir porque nada vai conseguir, na verdade gente...sou um mistério!
Esse post foi publicado em poemas-2 e marcado , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para citações, poemas, pensamentos, amor

  1. muito lindo , gostaria de mandar estes poemas para minha irmã que faz Dança do Ventre

    • nastenka disse:

      oi linda,
      basta me ligar…
      farei nova turma em breve, pois no momento estou me recuperando de uma cirurgia
      e um tratamento.
      se Deus permitir estarei de volta.
      9295-0417
      beijos e seja bem vinda!

  2. Ana Cláudia disse:

    Adorei os poemas,são lindos!!! e me identifiquei muito com eles,amo a dança do ventre,é um amor antigo,mais só comecei fazer aula a 5 meses,sei que tenho muito o que aprender,mais vou encarar os desafios,é uma dança linda e muito difícil,não pretendo ser uma bailarina profissional,porque com 34 anos e apenas 5 meses de aula,fica um pouco dificil,só quero aprender porque amo dançar e faz um bem enorme pra o corpo e pra mente,minha auto estima melhorou muito.obrigada por postar coisas tão lindas!! Beijos e parabéns!!!

  3. Andrew disse:

    Esse amor virtual é o nosso amor, somente eu e você Celinha entendemos!

  4. Luiza Moreira disse:

    Lindo! Lindo! Amei tudo que vi e li por aqui. Obrigada! Muito obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s